ghost image socials

Pesquisa

A opinião de Uriel Oliveira
Viva 2022
30 de Dezembro de 2021
Image
Image
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.
Viva 2022
Uriel Oliveira
Diretor Operações e Negócio Cision

Faça parte do futuro do Imagens de Marca

O rigor, a relevância e a criatividade estão presentes nos conteúdos que disponibilizamos sem restrições, porque o jornalismo é um veículo fundamental para a economia do país.

Apoie a missão de empoderamento das marcas, das empresas e das pessoas: faça parte da nossa comunidade.

As grandes tendências que vão marcar a comunicação (e a humanidade)


Estava convencido de que 2021 seria um ano espetacular. Afinal, a anunciada euforia de reviver os “loucos anos 20” não passou de uma miragem. Pensávamos ter dominado a malfadada pandemia, mas não.


Mesmo assim, sem ressentimentos, atrevo-me a anunciar que será o ano 2022 que nos trará tudo o que o 2021 prometia e não cumpriu.


2021 ficou aquém das nossas expetativas, contudo não foi um ano inócuo, daqueles que não deviam contar. Se observarmos bem, nas entrelinhas do fracasso, conseguimos vislumbrar esperança e com otimismo conseguimos até prever um futuro melhor para humanidade, que, com sorte, revelar-se-á já em 2022.


A pandemia mudou-nos – somos hoje mais sensíveis, mais emocionais, cuidamos mais de nós e dos outros e estamos mais preocupados em desfrutar a vida da melhor maneira possível. Provavelmente estamos a tornar-nos mais humanos.


Neste contexto de mudança, a comunicação empresarial em 2022 estará naturalmente no encalço dos desafios que se colocam à nossa própria existência, pelo que as grandes tendências a observar deverão ser:

 

Sustentabilidade, responsabilidade e consciência social

As marcas estão preocupadas com o Mundo em que vivemos. Não estão indiferentes ao aquecimento global, à desigualdade, à fome e por isso estão prontas para se envolveram ativamente na defesa do planeta.

Procuram uma conciliação harmoniosa e se possível de causa e efeito, entre responsabilidade social e lucro.

Ambiente, sustentabilidade, igualdade e impacto prometem ser os valores do novo capitalismo que, sem perder o foco na razão da sua existência, promete ser também defensor acérrimo das grandes causas da Humanidade.

 

Diversidade e inclusão

A grande maioria dos consumidores querem que as marcas tomem partido em questões políticas e sociais fraturantes e que assumam medidas efetivas que contribuam para mais justiça social.

Os novos consumidores, particularmente os pertencentes às gerações Millennials e Z, que representam atualmente mais de 60% dos compradores B2B, exigem empresas que efetivamente apliquem práticas de diversidade e inclusão no seu modus operandi e prometem penalizar as que utilizam este chavão para parecer bem nos media como estratégia de relações públicas.

 

Talento

O trabalho remoto está a romper com as geografias convencionais e a colocar as empresas num mercado competitivo multinacional. Está aberta a caça ao talento – as empresas, para além de competirem por quota de mercado, competem também por talento num mercado à escala global.

No topo do salário financeiro, valoriza-se o “salário emocional”, a moeda de troca é a tão ambicionada felicidade em ambiente laboral, que é a nova base de sustentação de empresas e profissionais de sucesso.

Comunicar cultura e valores estará na prioridade do storytelling e será o chamariz para a captação e fixação de recursos humanos de excelência.

 

Metaverso

Foi um dos grandes soundbytes de 2021 a partir do momento em que o Facebook o anunciou como o futuro da internet – um universo digital paralelo comcontacto visual, imersão e interação em vez do olhar através de uma pequena janela de um equipamento.

O meta universo cheio de potencial, excitação e perguntas por responder significará a reedificação de tudo em existência digital, em completa sintonia com a existência material - uma revolução no espaço e tempo que desafiará a comunicação para o próximo capítulo da sua história.

O desafio do século será um mundo virtualizado em constante e rápida mutação, assente em tecnologias que desafiam a humanidade a existir para além do espaço físico propriamente dito.

Como indivíduo, para entrar no metaverso vai precisar apenas de um avatar, ou seja, uma representação digital de si próprio. Eu criei o meu aqui https://readyplayer.me/pt em 10 minutos; como empresa, organização, negócio, loja, evento, monumento, artista, cidade, lugar, implicará recriar toda a existência, conceito, propósito, experiência, numa dimensão virtual, ou seja, provavelmente será o início de um grande projeto.

 

Está preparado para 2022?

Sinto que estamos a viver uma época de transição. Sem dúvida um grande privilégio da nossa geração, que tem que ser encarado com bastante pragmatismo e naturalidade, pois tem tanto de mágico e desafiador como de doloroso e assustador.

Aconteça o que acontecer, assegure-se de que tem os seus objetivos bem definidos, um plano de execução para os concretizar e identificados os riscos inerentes - Esta é a melhor coisa que pode fazer por agora.

 

Um Excelente 2022!



Artigos Relacionados

A carregar...

fechar

Image

O melhor do jornalismo especializado levado até si. Acompanhe as notícias do mundo das marcas que ditam as tendências do dia-a-dia.

A enviar...

Consulte o seu email para confirmar a subscrição.

Li e aceito a política de privacidade.

Image

Fique a par das iniciativas da nossa comunidade: eventos, formações e as séries do nosso canal oficial, o Empower Brands Channel.

A enviar...

Consulte o seu email para confirmar a subscrição.

Li e aceito a política de privacidade.