ghost image socials
CEO japonês de topo diz que não
Será que ainda vale a pena ser patrocinador dos Jogos Olímpicos?
22 de Julho de 2021
Image
Image
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.
Será que ainda vale a pena ser patrocinador dos Jogos Olímpicos?

Nota da direção editorial:

O jornalismo nunca foi tão importante para a economia do país. Apoie a produção dos nossos conteúdos tornando-se membro ou subscritor da nossa comunidade.

Faça parte de uma causa de empoderamento das marcas, das empresas e das pessoas que nelas trabalham.


Um dos CEO mais influentes do Japão considera que os Jogos Olímpicos começam a perder o seu valor comercial, avança a CNN.


Em entrevista exclusiva ao referido meio de comunicação social, o CEO da Suntory, Takeshi Niinami, adiantou que a empresa que lidera rejeitou ser um dos patrocinadores desta edição das Olimpíadas, por considerar ser “demasiado caro”.


“Ponderámos ser um parceiro olímpico… mas as economias não se mostraram compatíveis”, referiu o diretor executivo da empresa de bebidas, que detém marcas como a Jim Beam e a Orangina, citado pela CNN.


E em vez de se tornar uma das patrocinadoras oficiais da prova, a Suntory escolheu outro caminho para aumentar a sua visibilidade durante a realização da mesma, que decorrerá na cidade japonesa de Tóquio a partir de 23 de julho.


Optou, deste modo, por associar-se a restaurantes e bares localizados nas proximidades dos recintos desportivos associados ao evento de forma a promover as suas bebidas, tendo ainda optado por abrir vários novos estabelecimentos, responsáveis por servir exclusivamente os produtos da marca.


“Pensámos que esta ocasião seria uma verdadeira montra para nós”, referiu Takeshi Niinami, acrescentando que a empresa “esperava a visita de muitos espetadores do estrangeiro”. Porém, os planos da Suntory estão agora comprometidos, depois dos organizadores da presente edição dos Jogos Olímpicos terem proibido a presença de público nas provas, de forma a evitar uma ainda maior propagação do novo coronavírus.


“As perdas económicas serão enormes”, referiu o CEO da empresa, estimando que os negócios japoneses poderiam ter visto as suas vendas crescer cerca de 10% com a vinda de espetadores internacionais. "Este é o momento [em que] temos de pensar: qual é o valor dos Jogos Olímpicos?", acrescentou. "Penso que as Olimpíadas têm vindo a perder [o seu] valor".

Artigos Relacionados

fechar

fechar

X

Faça parte da nossa comunidade!

A comunicação positiva e o jornalismo inspirador nunca foram tão relevantes para a gestão da sua empresa. Apoie a produção dos nossos conteúdos e dos nossos projetos fazendo parte de uma comunidade que promove o conhecimento, o valor das marcas e a economia sustentável.


Saiba como se tornar membro ou subscritor. Seja bem-vindo à Empower Brands Community e ao Imagens de Marca.

SUBSCREVER

Obrigado, consulte o seu email.