ghost image socials
Estudo de Natal
Portugueses vão gastar menos em presentes
4 de dezembro de 2020
Image
Image
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.
Portugueses vão gastar menos em presentes

Nota da direção editorial:

O jornalismo nunca foi tão importante para a economia do país. Apoie a produção dos nossos conteúdos tornando-se membro ou subscritor da nossa comunidade.

Faça parte de uma causa de empoderamento das marcas, das empresas e das pessoas que nelas trabalham.


Aproxima-se a época natalícia, por norma uma das mais consumistas do ano. Mas 2020 veio mudar o cenário, com as famílias mais resguardadas em casa, crise económica e sanitária e incerteza em relação ao futuro.  

 

É por isso que este ano os portugueses vão gastar menos em presentes para crianças e adultos neste Natal. Segundo o estudo "Christmas 2020 Unboxing: Estudo comportamental do impacto Covid na população portuguesa", no que diz respeito à compra de presentes para crianças, em 2019 os portugueses gastaram em média 82€, sendo que este Natal preveem gastar 71€, menos 13%. 

 

Segundo os dados do estudo desenvolvido pela UPPartner, em parceria com a Amint e a Multidados, a compra de presentes para crianças será feita maioritariamente online, o que faz com que este tipo de comércio cresça 114% em relação ao ano passado. Já as grandes superfícies passam para segundo plano, com uma diminuição de 25%, em comparação a 2019. As lojas de rua mantêm o mesmo nível de interesse que no ano anterior. 

 

Em relação aos presentes para oferecer a adultos, em 2019 os portugueses gastaram em média 137€ e este Natal estão a pensar gastar 111€. Neste tipo de presente, o comércio online cresce 24%, em comparação com o ano anterior e as grandes superfícies crescem 14%. No caso das lojas de rua, neste caso e em comparação com 2019, estas sofrem um decréscimo de 47%. 

 

9% dos inquiridos afirma que irá antecipar as suas compras de Natal. 48% dos participantes neste estudo fará as compras em sites de marca e 52% em sites generalistas. 46% tem preferência por produtos específicos enquanto 54% procura packs promocionais. 

 

Quando é perguntado o que podem as marcas fazer para os ajudarem no Natal, 52% dos inquiridos refere "promoções ajustadas à situação pandémica" e 35% diz  "promover/incentivar as compras online e agilizar as entregas". Quando a questão é o que consideram mais relevante as marcas fazerem para facilitarem o Natal, 76% indica "fazerem descontos específicos nas compras online", 62% refere "aumentar o prazo das trocas" e 91% aponta a "utilização de vouchers monetários nas promoções".

 

O estudo tem como objetivo perceber como é que os portugueses estão a preparar o seu Natal e a sua Passagem de Ano em tempos de Covid-19. Este estudo contou com a participação de 500 pessoas, 47,2% homens e 52,8% mulheres, com idades entre os 20 e os mais de 65 anos, residentes em Portugal Continental. 

 

 

Artigos Relacionados

Weekly Thoughts
23 de janeiro de 2021
Criatividade
Campanha mostra a importância de Kamala Harris ter tomado posse
23 de janeiro de 2021
Criatividade

fechar

fechar

Subscreva a nossa newsletter e receba os temas e as notícias que são realmente importantes para si

Imagens de Marca Newsletter

Obrigado, consulte o seu email.

Li e aceito a política de privacidade.

Empower Brands Community Newsletter

Obrigado, consulte o seu email.

Li e aceito a política de privacidade.

fechar

X

Faça parte da nossa comunidade!

A comunicação positiva e o jornalismo inspirador nunca foram tão relevantes para a gestão da sua empresa. Apoie a produção dos nossos conteúdos e dos nossos projetos fazendo parte de uma comunidade que promove o conhecimento, o valor das marcas e a economia sustentável.


Saiba como se tornar membro ou subscritor. Seja bem-vindo à Empower Brands Community e ao Imagens de Marca.

SUBSCREVER

Obrigado, consulte o seu email.