ghost image socials
ANCIP
Esta campanha promove as conservas portuguesas
24 de junho de 2020
Image
Image
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.
Esta campanha promove as conservas portuguesas
Marco Silva
Coordenador Editorial Digital

Nota da direção editorial: Ultrapassámos os nossos records de audiência em Televisão e Online nos últimos meses. Obrigado por ter estado connosco!


Agora, que começamos um novo ciclo, queremos continuar consigo e a tê-lo sempre ao nosso lado. Mais do que nunca é preciso estarmos juntos!


Associação Nacional dos Industriais de Conservas de Peixe, lança uma campanha de promoção do património gastronómico presente nas conservas portuguesas.


A campanha segue o lema ‘Vamos conservar o que é nosso’ e tem como propósito sensibilizar o público para os produtos da pesca e da aquicultura sustentáveis, apresentando as conservas enquanto exemplo distintivo de tradição e excelência da indústria e superioridade do peixe.

 

A ANICP identificou o momento presente como uma oportunidade para reforçar a promoção das conservas portuguesas de peixe fabricadas em Portugal, tendo em conta a atual valorização dos alimentos em conserva e a forte atividade do setor, o qual exporta anualmente cerca de 70% da produção ao qual correspondem 43 mil toneladas e um valor 226 milhões. Entre as espécies mais exportadas estão em primeiro lugar o atum, seguido da cavala e da sardinha.

 

A fileira produz atualmente 62 mil toneladas, 30% das quais para o mercado nacional, e é responsável por 3500 postos de trabalho diretos, 90% dos quais ocupados por mulheres.

 

José Maria Freitas, Presidente da ANICP, afirma que “é necessário diferenciar e valorizar as conservas portuguesas face à concorrência - produtos de baixa qualidade e mais baratos -, reposicionar as conservas portuguesas através de uma estratégia de valorização sustentada pela qualidade, a origem, a tradição, a praticidade na confeção, mas também enquanto produto saudável, e, sobretudo, criar um ecossistema de valorização das conservas portuguesas, visando agregar tradição, inovação e competitividade às marcas da indústria conserveira.


Image


Dos objetivos da campanha constam o aumento da divulgação e notoriedade das conservas de peixe portuguesas, criando condições para que os consumidores façam uma escolha informada e fomentando a preferência dos portugueses pelo consumo de produtos de origem nacional.

 

‘Vamos Conservar o que é nosso’ surge como uma marca “umbrella” (“chapéu”), algo completamente inovador para a indústria, sob a qual vão decorrer um conjunto de iniciativas de caráter coletivo para dinamizar o mercado interno e valorizar a oferta nacional.

 

A campanha é concretizada de forma integrada nos vários de meios de comunicação, nas redes sociais, mupis, mas também na construção de relações com a imprensa especializada nacional e internacional para potenciar a exposição e mediatização e aumentar a notoriedade dos conserveiros portugueses a nível global.

 

José Maria Freitas acrescenta que “a realização de uma campanha abrangente e coletiva traz benefícios para toda a indústria, permitindo a presença conjunta das marcas em ações e iniciativas estratégicas e promovendo uma melhor rentabilização dos recursos financeiros, mas também, que as conserveiras beneficiem, individualmente, da exposição e mediatização decorrente das ações que foram pensadas para promover e aumentar a notoriedade do setor conserveiro português”.

 

A ANICP pretende que a campanha ‘Vamos Conservar o que é nosso’, que agora arranca e que se prolonga até setembro, sirva de argumento para o crescimento e competitividade do tecido económico constituído pelas indústrias de conservas de peixe portuguesas e permita aumentar a produção nacional.

 

‘Vamos conservar o que é nosso’ procura, através das suas diferentes iniciativas, evidenciar as características diferenciadoras das conservas portuguesas como uma mais-valia competitiva e como um fator de afirmação da identidade e excelência de Portugal.

 

A campanha ‘Vamos conservar o que é nosso’ constitui um investimento de mais de 680 mil euros, incluindo todas as iniciativas de comunicação e promoção, sendo financiada pelos Mar2020, Portugal2020 e União Europeia.

Artigos Relacionados

Empower Brands Community lança manifesto
10 de julho de 2020
Marcas & Empresas
EDP Comercial fecha parceria com SABA
10 de julho de 2020
Marcas & Empresas
Este fim de semana, na SIC Notícias
10 de julho de 2020
Marcas & Empresas

fechar

fechar

Subscreva a nossa newsletter e receba os temas e as notícias que são realmente importantes para si

Imagens de Marca Newsletter

Obrigado, consulte o seu email.

Li e aceito a política de privacidade.

Empower Brands Community Newsletter

Obrigado, consulte o seu email.

Li e aceito a política de privacidade.

fechar

X

Faça parte da nossa comunidade!

A comunicação positiva e o jornalismo inspirador nunca foram tão relevantes para a gestão da sua empresa. Apoie a produção dos nossos conteúdos e dos nossos projetos fazendo parte de uma comunidade que promove o conhecimento, o valor das marcas e a economia sustentável.


Saiba como se tornar membro ou subscritor. Seja bem-vindo à Empower Brands Community e ao Imagens de Marca.

SUBSCREVER

Obrigado, consulte o seu email.