ghost image socials
Estudo
Consumidores escolhem marcas que trabalham com ética
13 de Outubro de 2021
Image
Image
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.
Consumidores escolhem marcas que trabalham com ética

Nota da direção editorial:

O jornalismo nunca foi tão importante para a economia do país. Apoie a produção dos nossos conteúdos tornando-se membro ou subscritor da nossa comunidade.

Faça parte de uma causa de empoderamento das marcas, das empresas e das pessoas que nelas trabalham.


Quase 60% dos consumidores fecha a porta a marcas com fornecedores pouco éticos, revela estudo.

 

As marcas que ainda não o fazem, têm que começar a acelerar passo no que à sustentabilidade e trabalho ético diz respeito. Mais de metade dos consumidores, cerca de 59%, garante que não voltaria a comprar uma marca caso esta fosse acusada de trabalhar com fornecedores que não são éticos.


Em sua substituição, recorreriam a uma marca alternativa semelhante que se comprometa com uma compra responsável. Esse é um dos dados principais de um recente estudo em Espanha realizado pela OpenText, empresa especializada em soluções de software de gestão de conteúdos empresariais.


Outra das conclusões-chave é que os consumidores se tornaram mais conscientes do impacto das suas compras por causa da pandemia. Desta forma, 88% dos consumidores quer dar prioridade nas suas compras às companhias éticas. A percentagem aumentou 10% comparando com os 77% que afirmou dar prioridade a este tipo de empresas antes da pandemia.


Já não basta apenas as ações das próprias marcas. As pessoas julgam efetivamente o trabalho dos fornecedores. Este aspeto é tão valorizado que 82% está disposto a pagar mais se têm a certeza de que um produto foi obtido debaixo destas condições. 87% garante que renunciaria a sua comodidade para poder ter a consciência tranquila. Por exemplo, se tivesse que esperar mais tempo pela sua entrega isso não seria um problema. No entanto, 62% coincide em dizer que neste caso específico apenas iria optar por certos artigos ou de vez em quando.


Se olharmos para o mundo online, 55% dos consumidores esforça-se por comprar produtos de origem ou produção local. Além disso, três quartos está de acordo com o facto de as empresas terem a responsabilidade de assegurarem que os seus fornecedores cumprem um código ético.

 


Artigos Relacionados

Marca diz que preconceito de género prejudica a criatividade
15 de Outubro de 2021
Criatividade
Marca comunica novidade na gestão de energia
15 de Outubro de 2021
Criatividade

fechar

fechar

X

Faça parte da nossa comunidade!

A comunicação positiva e o jornalismo inspirador nunca foram tão relevantes para a gestão da sua empresa. Apoie a produção dos nossos conteúdos e dos nossos projetos fazendo parte de uma comunidade que promove o conhecimento, o valor das marcas e a economia sustentável.


Saiba como se tornar membro ou subscritor. Seja bem-vindo à Empower Brands Community e ao Imagens de Marca.

SUBSCREVER

Obrigado, consulte o seu email.