ghost image socials

Pesquisa

A opinião de Alberto Rui Pereira
As novas regras de colaboração no Marketing
9 de Junho de 2022
Image
Image
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.
As novas regras de colaboração no Marketing
Alberto Rui Pereira
CEO / IPG Mediabrands Portugal

Faça parte do futuro do Imagens de Marca

O rigor, a relevância e a criatividade estão presentes nos conteúdos que disponibilizamos sem restrições, porque o jornalismo é um veículo fundamental para a economia do país.

Apoie a missão de empoderamento das marcas, das empresas e das pessoas: faça parte da nossa comunidade.

O mercado mudou, o ambiente corporativo mudou, a estrutura das empresas também mudou. E, igualmente, a forma de trabalhar, especialmente quando se trabalha em conjunto. 


Hoje, também as agências têm de assegurar uma verdadeira colaboração – interna, com os colaboradores em formato presencial e remoto, entre os departamentos e entre as equipas – e externa, com as várias agências, parceiros e clientes com quem se relacionam.


A necessidade de colaboração entre equipas físicas e remotas, a par com a automatização dos fluxos de trabalho e o redimensionamento, definindo novas e melhores práticas de colaboração que permitam uma gestão de trabalho mais eficiente e ágil, tornou-se um aspeto crucial.


Significa também repensar o modelo tradicional que até aqui estava assente numa liderança isolada.  A evolução para uma gestão mais descentralizada, em que a produção ou a criação de algo acontece através da colaboração coletiva (estrategas, criativos, publishers, planners…), traz mais transparência, mais visibilidade e também mais responsabilidade distribuída por todos os elementos da agência.


A gestão colaborativa é, por isso, uma resposta à evolução das formas de trabalho, das equipas distribuídas por vários locais e dos perfis dos profissionais, como os millennials e as gerações mais novas, que apresentam maior necessidade por desafios e reconhecimento e preferem claramente trabalhar num ambiente de colaboração, hierarquicamente diluído.  


Exercer uma ampla liderança em toda a organização, coordenar as equipas internas e externas, os insights de cada departamento, estabelecer as melhores práticas e tecnologias que melhoram a colaboração, pode ajudar as agências a responderem às mudanças constantes do mercado. A gestão e o trabalho colaborativo são, desta forma, um catalisador para a inovação nas empresas dos media e publicidade, conduzindo a maior produtividade, desenvolvimento da agência e satisfação do cliente.


Construir e expandir um negócio é um trabalho de equipa que exige que todos estejam alinhados. E, é especialmente crítico para as equipas de marketing que não podem avançar umas sem as outras. Um produto sem clientes é apenas um projeto. Clientes sem um produto significativo são apenas um público insatisfeito.

Entre os muitos desafios com que se deparam atualmente, os profissionais de marketing concorrem pela atenção do consumidor e gestão de múltiplos canais de comunicação. As campanhas customizadas dirigidas a audiências cada vez mais reduzidas e segmentadas exigem que os marketeers produzam uma enorme quantidade de mensagens com formatos únicos. As abordagens de comunicação são cada vez mais integradas e abrangem todos os aspetos do marketing (paid media, earned media, owned media). Estamos perante um processo de comunicação que já não é linear, em que a data está em todo o lado e de diversas formas (impressões, clicks, downloads, engagement, page visits, e muito mais…)


No final do dia, os marketeers tentaram responder aos vários pedidos, planear, gerir e realizar o trabalho que tem necessariamente de ser feito, apresentar relatórios e garantir a visibilidade, o brand awareness das marcas. Na transição para um ambiente colaborativo de forma a garantir a flexibilidade que as equipas e as agências precisam, destacaria quatro etapas.

 

Em primeiro lugar, derrubar os silos que existem entre departamentos e equipas, para atuar em conjunto e aproveitar as novas oportunidades do mercado. Os insights geralmente vivem em departamentos e não são partilhados ou usados ​​para promover a colaboração. Para responder aos clientes de forma eficaz, é necessário aproveitar o conhecimento valioso que existe em toda a organização e dar a todos acesso a dados em tempo real de várias fontes e de forma unificada. Em segundo lugar, unir as equipas em torno de um objetivo comum. Incentivar a trabalhar em uníssono em vez de ter objetivos separados. E ter bem clara qual a missão da empresa, para reforçar o engagement de cada colaborador. A Dove, por exemplo, está a trabalhar para reforçar a autoestima, enquanto a missão do Facebook é aproximar o mundo, e a nossa missão é que os nossos clientes sejam bem-sucedidos no mercado.


Por outro lado, reconhecer os aspetos fortes e o talento de cada um, de forma a gerar os melhores resultados durante a colaboração, quer seja no interior da agência como a nível externo com todo o ecossistema de parceiros.


Por fim, garantir que se está a usar a tecnologia apropriada e dotar as equipas com recursos e plataformas de trabalho dinâmicas que garantam visibilidade e transparência nos processos.

 

A colaboração requer uma comunicação forte, e comunicação é o que os profissionais de marketing sabem muito bem fazer.


Não há dúvida que o mundo continuará a evoluir de forma cada vez mais complexa e conectada. Ao quebrar silos, ter objetivos comuns e alavancar os pontos fortes de cada um, as agências criam uma cultura de engagement que pode ajudá-las a responder eficazmente às necessidades em constante mudança dos seus clientes.

 

 

Artigos Relacionados

A carregar...

fechar

Image

O melhor do jornalismo especializado levado até si. Acompanhe as notícias do mundo das marcas que ditam as tendências do dia-a-dia.

A enviar...

Consulte o seu email para confirmar a subscrição.

Li e aceito a política de privacidade.

Image

Fique a par das iniciativas da nossa comunidade: eventos, formações e as séries do nosso canal oficial, o Empower Brands Channel.

A enviar...

Consulte o seu email para confirmar a subscrição.

Li e aceito a política de privacidade.