ghost image socials
A opinião de Pedro Matias
Art@Work – Das Artes às Empresas
1 de junho de 2020
Image
Image
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.
Art@Work – Das Artes às Empresas

O que é arte? É difícil responder a esta questão, mas julgo que é sobretudo algo que nos transporta para outra dimensão.

 

O cubismo, por exemplo, permite-nos ver todas as dimensões de um mesmo objeto, ou seja, conseguimos, sem nos movimentar, ver um objecto em toda a sua dimensão.

 

A arte pode também ser considerada uma forma universal de comunicação, livre e não imposta, aquilo que dá cor à vida, que dá cheiro, que transmite calor, traz humanidade ao não humano e nos transporta para o impossível. Faz-nos encarar e ver uma situação recorrente sob uma perspetiva diferente, com outros olhos, obriga-nos a questionar, pensar, investigar. Algo sofisticadamente simples que abre a mente e expande o coração.

 

Nesta aceção todos os espaços devem estar inundados com arte, desde a nossa casa, à rua por onde caminhamos, aos transportes públicos, as escolas, o local de trabalho. Arte no seu esplendor, literatura, poesia, pintura, escultura, música, design, etc. Não importa o formato, a cor, o tamanho, o preço, se é de artista consagrado ou de alguém em início de carreira, desde que haja contexto e coerência.

 

Com base na ideia de que a arte não deve estar estagnada unicamente em galerias e/ou museus e que temos e devemos trazê-la para todos os locais e, nomeadamente também, para o local de trabalho, as empresas devem promover também uma forte interação com o Mundo das artes e promover arte dentro dos locais de trabalho.

 

Acreditamos que a criatividade inerente a cada projecto a desenvolver, sustentada na observação e audição de arte, ganha possibilidades ilimitadas permitindo que façamos um trabalho que raramente se vai encaixar numa categoria previamente estereotipada. Vai fazer com que nós e os nossos pares olhemos e pensemos nos problemas de diferentes formas, algumas bem fora do tradicional, “fora da caixa”, o que vai originar um resultado mais rico, profundo, envolvente e acessível para colaboradores e clientes. Durante todo este processo, as equipas de trabalho serão certamente mais felizes e vão sentir-se mais motivadas.

 

É desta forma que a inteligência emocional passa a ter um papel cada vez maior na rotina laboral. Assumindo-se como uma enorme vantagem para as empresas e equipas de trabalho. Valoriza o desempenho dos colaboradores na realização dos seus processos, aumenta o bem-estar e enriquece a interacção e partilha de experiências, originando melhores resultados. 

 

Nesta dimensão a arte surge como um elemento catalisador que deve estar presente em todas as organizações, permitindo que cada indivíduo construa os seus significados e os divulgue e adquira conhecimento.

 

Quando uma empresa investe em arte, valoriza as suas pessoas, o activo mais precioso de qualquer organização, o que consequentemente vai acrescentar valor à própria organização. Este é o grande desafio que as organizações modernas enfrentam: estimular as dinâmicas empresariais, motivando os colaboradores a demonstrarem as suas capacidades. Desenvolver talento, soft-skills, estimular a produtividade e envolver mais os colaboradores.

 

Por isso, ao promover também a arte, as empresas apostam numa ferramenta que une pessoas, que as melhora e que as valoriza, pelas demais interpretações e resultados que a mesma pode ter.

 

O impacto da arte no local de trabalho é frequentemente subestimado. A música, a forma e a cor, por exemplo, podem alterar o clima de uma recepção, ou de uma sala de reuniões. São um ponto de partida para uma discussão saudável. A arte pode ter um impacto directo na produtividade e bem-estar de uma organização? Parece-nos evidente que a resposta é sim.

 

A arte é inerente à essência cultural de uma organização e, por sua vez, à essência humana. E se uma organização é feita de pessoas, é também feita de arte.

Artigos Relacionados

Os Weekly Thoughts de Luís Onofre
10 de julho de 2020
Pessoas & Lugares
A opinião de Luciana Cani
10 de julho de 2020
Opinião

fechar

fechar

Subscreva a nossa newsletter e receba os temas e as notícias que são realmente importantes para si

Imagens de Marca Newsletter

Obrigado, consulte o seu email.

Li e aceito a política de privacidade.

Empower Brands Community Newsletter

Obrigado, consulte o seu email.

Li e aceito a política de privacidade.

fechar

X

Faça parte da nossa comunidade!

A comunicação positiva e o jornalismo inspirador nunca foram tão relevantes para a gestão da sua empresa. Apoie a produção dos nossos conteúdos e dos nossos projetos fazendo parte de uma comunidade que promove o conhecimento, o valor das marcas e a economia sustentável.


Saiba como se tornar membro ou subscritor. Seja bem-vindo à Empower Brands Community e ao Imagens de Marca.

SUBSCREVER

Obrigado, consulte o seu email.