ghost image socials
Pós Covid-19
4 mudanças no mundo das marcas
29 de Abril de 2020
Image
Image
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.
4 mudanças no mundo das marcas

A pandemia levou a alterações significativas no comportamento da população. E, se as pessoas mudam, também as marcas deverão adaptar-se a esta nova realidade.


O estado de emergência em Portugal vai terminar no dia 2 de maio à meia-noite. Mas o surto de Covid-19 não. As consequências nefastas da propagação do coronavírus continuam a fazer-se sentir em todo o mundo, a todos os níveis. No mundo das empresas não é exceção. Num artigo para a plataforma Horizont, Daniel Graf, especialista em branding, indica 4 mudanças fundamentais pelas quais as marcas irão passar nos próximos tempos:


1. Regresso aos valores conservadores – Este tema já fazia parte dos debates em torno da sustentabilidade ainda antes do surgimento da Covid-19. Mas esta é agora uma tendência que veio para ficar. Os fabricantes locais de produtos e o pequeno comércio vão assumir um papel cada vez mais importante na vida dos consumidores. Os valores tradicionais, como a família, a segurança e a confiança vão ocupar com mais força o pensamento das pessoas. À luz desta mudança profunda, as marcas terão de perguntar-se a si mesmas se estão em linha com os valores do seu target.


2. Modernização progressiva – O mundo deverá aprender com as lições retiradas desta pandemia e provavelmente irá conseguir adaptar-se melhor às circunstâncias, sendo mais flexível no momento de lidar com a mudança. Daniel Graf afirma que o mundo finalmente tomou consciência de que não é invencível. As coisas que antes se davam por garantidas, agora são contempladas com um maior apreço. A responsabilidade, a empatia e a solidariedade são agora o foco da sociedade. Nesse sentido, as marcas deverão reconhecer a sua responsabilidade social e agir em conformidade.

Por outro lado, a digitalização é agora um caminho inevitável. A pandemia revelou muitas das deficiências do ponto de vista de transformação digital das empresas, pelo que a flexibilidade e a agilidade a nível digital vão converter-se na máxima prioridade para muitas marcas.


3. Foco naquilo que é essencial - A restrição àquilo que é estritamente necessário é uma das consequências desta crise. As marcas poderão ter de se redefinir por completo de forma a continuarem a ser relevantes. Vários produtos e serviços poderão desaparecer do mapa e o branding e a publicidade terão de se adaptar a essa realidade.


4. Otimismo exacerbado – Depois da crise do coronavírus poderemos ser confrontados com uma nova onda de otimismo. As restrições derivadas do confinamento obrigatório poderão aguçar a vontade de nos reunirmos com amigos e familiares, de passear e sair à noite ou de viajar. Valores emocionais, como o sentimento de comunidade, a amizade, a diversão e a liberdade vão ganhar importância e a criatividade das marcas será mais necessária do que nunca para inspirar e entreter o público.

Artigos Relacionados

Nesta campanha da CUPRA
22 de Setembro de 2021
Criatividade
Numa galeria de imagens
21 de Setembro de 2021
Criatividade
Parceiros desde 2019
21 de Setembro de 2021
Criatividade

fechar

fechar

X

Faça parte da nossa comunidade!

A comunicação positiva e o jornalismo inspirador nunca foram tão relevantes para a gestão da sua empresa. Apoie a produção dos nossos conteúdos e dos nossos projetos fazendo parte de uma comunidade que promove o conhecimento, o valor das marcas e a economia sustentável.


Saiba como se tornar membro ou subscritor. Seja bem-vindo à Empower Brands Community e ao Imagens de Marca.

SUBSCREVER

Obrigado, consulte o seu email.