ghost image socials
Assim como os desafios
YouTube vai banir vídeos de partidas perigosas
17 de janeiro de 2019
Image
Image
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.
YouTube vai banir vídeos de partidas perigosas
Marco Silva
Jornalista

Licenciado em comunicação, apaixonado por música e pelas coisas boas da vida. Uma boa história, uma boa conversa são coisas que não têm valor mensurável e é isso que tento trazer para o trabalho que faço.

O YouTube anunciou nas novas regras da comunidade que preveem a remoção de vídeos que incentivem a praticar partidas ou desafios perigosos. A plataforma de vídeos que pertence à Google anunciou que vai ser mais rigorosa com os vídeos que põem em causa a saúde e bem-estar dos criadores.

No documento divulgado chamado “Políticas Acerca de Conteúdo Nocivo ou Perigoso” a plataforma explica que “Recentemente, anunciámos atualizações às Políticas relativas a Partidas e Desafios Perigosos. Desafios que representem um risco aparente de morte não são permitidos no YouTube. Conteúdo que apresente crianças a participar em desafios perigosos que impliquem um risco iminente de ferimentos graves também não são permitidos.

Além disso, não permitimos partidas que levam as vítimas a acreditar que correm perigo físico nem partidas que podem causar danos físicos reais. Não permitimos partidas abusivas ou perigosas passíveis de causar problemas emocionais a crianças.”

Desafios como as Tide Pods, ou mais recentemente o Bird Box Challenge estão no foco desta decisão.

Artigos Relacionados

A McDonald’s põe BFF’s a servir hambúrgueres
18 de abril de 2019
Criatividade
Ténis 100% sustentáveis
18 de abril de 2019
Tendências & Tecnologia
Axe apresenta Bathsculinity
18 de abril de 2019
Criatividade

fechar

fechar

Subscreva a nossa newsletter e receba no seu e-mail as notícias mais quentes da área.

Imagens de Marca Newsletter

Obrigado, consulte o seu email.

Li e aceito a política de privacidade.

Cristina Amaro Newsletter

Obrigado, consulte o seu email.

Li e aceito a política de privacidade.