ghost image socials
Com recurso à inteligência artificial
Uma tecnologia para interpretar… memes?
12 de setembro de 2018
Image
Image
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.
Uma tecnologia para interpretar… memes?
Ema Gil Pires
Jornalista Estagiária

Licenciada em Ciências da Comunicação pela Universidade Nova de Lisboa e com um enorme fascínio pelo mundo da música e do desporto. Descobrir novas histórias e temáticas inovadoras é algo que lhe desperta um grande interesse, tal como dar a conhecê-las àqueles que a rodeiam.

Considerando a quantidade infindável de memes que existem no Instagram e no Facebook, a companhia detentora destas duas redes sociais decidiu desenvolver uma ferramenta que recorre à inteligência artificial para ajudar a entender o seu significado e que tem a capacidade de processar mais de mil milhões de imagens por dia.


Como avançado numa publicação num blogue da marca, os investigadores do Facebook anunciaram o desenvolvimento de um sistema de inteligência artificial, denominado Rosetta, que tem a capacidade de ler o texto que aparece nos memes, bem como em outras imagens, que são partilhados nas já referidas redes sociais.


E apesar de este não ser um dos maiores problemas da humanidade, os investigadores responsáveis por esta invenção avançam que esta tecnologia, que consegue reconhecer e interpretar qualquer texto escrito numa enorme variedade de línguas, tem vários usos práticos.
Por exemplo, a Rosetta tem a capacidade de ler texto fotografado que se encontra nos diversos sinais espalhados pela rua e nos menus dos restaurantes, bem como palavras que aparecem em vestuário e nos rótulos de produtos. Desta forma, a prevalência deste mecanismo no Instagram e no Facebook poderá ser usada para causas relevantes, permitindo a deteção de material ofensivo nas redes sociais.


“Entender o texto que aparece nas imagens é importante para melhorar as experiências, através de uma mais relevante pesquisa de fotografias ou a incorporação de texto em leitores de ecrã, tornando assim o Facebook mais acessível para os deficientes visuais”, avança a companhia, citada pelo Mashable, acrescentando que ler texto nas imagens é importante para identificar “conteúdo inapropriado ou perigoso e para manter a nossa comunidade segura”.


Este processo de leitura das imagens é feito em dois passos: primeiro, a Rosetta examina a imagem em busca de texto e posteriormente usa a ferramenta de reconhecimento de texto para identificar a mensagem que o texto transmite. Depois de o texto ter sido transcrito, o sistema interpreta o seu significado.


Com esta ferramenta, o Facebook passará a ter a capacidade de melhorar a pesquisa de imagens, bem como os sistemas que determinam que tipo de imagens pode aparecer no feed de notícias de cada pessoa, ajudando ainda a companhia a detetar automaticamente e a remover conteúdos de incitação ao ódio que não tinham sido identificados anteriormente. O Facebook avança ainda que, futuramente, aplicará esta mesma tecnologia na descodificação do significado de texto que aparece em vídeos, embora tal tarefa necessite de um sistema mais complexo.

Artigos Relacionados

Recorrendo a Inteligência Artificial
9 de novembro de 2018
Tendências & Tecnologia

fechar

fechar

Subscreva a nossa newsletter e receba no seu e-mail as notícias mais quentes da área.

Imagens de Marca Newsletter

Obrigado, consulte o seu email.

Li e aceito a política de privacidade.

Cristina Amaro Newsletter

Obrigado, consulte o seu email.

Li e aceito a política de privacidade.