ghost image socials
Disponível no sul de França
Um vinho… azul?
14 de agosto de 2018
Image
Image
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.
Um vinho… azul?
Ema Gil Pires
Jornalista Estagiária

Licenciada em Ciências da Comunicação pela Universidade Nova de Lisboa e com um enorme fascínio pelo mundo da música e do desporto. Descobrir novas histórias e temáticas inovadoras é algo que lhe desperta um grande interesse, tal como dar a conhecê-las àqueles que a rodeiam.

Foi numa cidade no sul de França, denominada Sète, que se avistou algo inesperado: um Chardonnay de cor azul que está a ser servido nos restaurantes dos hotéis de luxo do Mediterrâneo e nos bares das praias locais. Este vinho inovador é filtrado através de uma polpa de uvas vermelhas que contém um pigmento natural, a antocianina, que vai dar ao vinho este seu tom azul elétrico.

Foi tal o sucesso inicial deste Chardonnay que, após a primeira remessa composta por duas mil garrafas do vinho ter deliciado muitos dos que tiveram a oportunidade de a provar, René Le Bail, o empresário que comercializa o vinho de origem espanhola, já fez nova encomenda, de mais de 35 mil garrafas. E, confessa, não demorará muito tempo até que nova encomenda tenha que ser feita: “Penso que as garrafas que encomendámos serão despachadas em dois meses. Toda a gente o quer”.

Mas a venda deste produto irá restringir-se apenas a locais e estabelecimentos mais restritos, como salienta o empresário: “Dissemos que não a todos os grandes supermercados. Em França, queremos vender o vinho através de pequenos comerciantes de vinho e de mercearias”.

São inúmeros os pedidos que chegam à página de Facebook do produto, provenientes de França, da Bélgica e da Alemanha, sendo que a procura deste vinho se estende à Rússia, à China e ao Caribe. Porém, foi na região de Almeria, em Espanha, que o empresário descobriu este vinho azul, que descreve como sendo detentor de aromas de cereja, framboesa e maracujá e ao qual chamou de Vindigo.

Segundo a agência Reuters, este vinho tem sido adorado por muitos daqueles que o provaram. “Adoro a cor, é perfeita para o verão. Traz felicidade, alegria. Gosto bastante”, refere Nora, uma turista de Singapura que bebia um copo deste vinho azul.

Porém, nem todos partilham da opinião de que este vinho se irá tornar um sucesso indiscutível neste território. “Os seus aromas são um pouco fortes”, aponta Philippe Delran, um comerciante de vinhos da cidade de Sète, para quem esta bebida necessita de “mais trabalho”.

Note-se que este não é o primeiro vinho azul a ser produzido em Espanha. Em 2016, a startup Gik criou um vinho com um tom de safira, mas o seu rótulo “vin bleu” (vinho azul) fez com que ele entrasse em conflito com as rigorosas regras de rotulagem vigentes em França, tendo ditado a interrupção da sua produção.



Artigos Relacionados

fechar

fechar

Subscreva a nossa newsletter e receba no seu e-mail as notícias mais quentes da área.

Imagens de Marca Newsletter

Obrigado, consulte o seu email.

Li e aceito a política de privacidade.

Cristina Amaro Newsletter

Obrigado, consulte o seu email.

Li e aceito a política de privacidade.