ghost image socials
Vai ser testado no Porto
Um robô capaz de trabalhar na indústria automóvel?
17 de janeiro de 2019
Image
Image
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.
Um robô capaz de trabalhar na indústria automóvel?
Ema Gil Pires
Jornalista

Licenciada em Ciências da Comunicação pela Universidade Nova de Lisboa e com um enorme fascínio pelo mundo da música e do desporto. Descobrir novas histórias e temáticas inovadoras é algo que lhe desperta um grande interesse, tal como dar a conhecê-las àqueles que a rodeiam.

No próximo dia 22 de janeiro, vai ser testado e apresentado no Porto o ColRobot, um robô que combina tecnologia de ponta que pode ser utilizada em processos de montagem, criando assim um sistema integrado de robótica de colaboração, onde um manipulador móvel age como uma “terceira mão”, entregando kits, ferramentas, peças ou segurando peças de trabalho enquanto o operador humano executa tarefas.

A demonstração deste robô, desenvolvido pelo Instituto de Engenharia e Sistemas de Computadores, Tecnologia e Ciência (INESC TEC) vai ser feita num veículo da Renault num dos laboratórios do instituto, tratando-se esta da última demonstração de um projeto europeu que contou com um orçamento de 4,3 milhões de euros para desenvolver soluções robóticas que pudessem ser aplicadas às indústrias automóvel e aeroespacial.

No caso da indústria automóvel, este robô tem a capacidade de proceder à montagem de peças das carrinhas, bem como à eliminação, redução e exposição a condições pouco ergonómicas, tendo ainda a autonomia necessária para executar operações de montagem.

Relativamente à indústria aeroespacial, os benefícios passam pelo apoio à preparação de kits para operações de montagem de satélite e pelo fornecimento de kits de montagem diretamente para as áreas de montagem de satélite, tendo ainda a capacidade de ajudar o operador no processo de instalação de equipamentos por satélite.

“O ColRobot vai ter um grande impacto nestas indústrias pelas tecnologias inovadoras que utiliza, que foram desenvolvidas com foco no ambiente operacional nas principais indústrias europeias, por ter um sistema robótico colaborativo e seguro, por ajudar a melhorar a competitividade da produção europeia e por permitir uma produção flexível”, explica Germano Veiga, investigador do Centro de Robótica Industrial e Sistemas Inteligentes do INESC TEC.

Este trata-se de um projeto que foi financiado ao abrigo do programa de investigação e desenvolvimento da União Europeia Horizonte 2020.

Artigos Relacionados

Este fim de semana, na SIC Notícias
26 de junho de 2019
Tendências & Tecnologia
Em Portugal
26 de junho de 2019
Tech
Campanha de sensibilização
26 de junho de 2019
Criatividade

fechar

fechar

Subscreva a nossa newsletter e receba no seu e-mail as notícias mais quentes da área.

Imagens de Marca Newsletter

Obrigado, consulte o seu email.

Li e aceito a política de privacidade.

Cristina Amaro Newsletter

Obrigado, consulte o seu email.

Li e aceito a política de privacidade.