ghost image socials
A opinião de António Jorge
“Tech” - Buzzword da Moda
4 de outubro de 2018
Image
Image
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.
“Tech” - Buzzword da Moda
António Jorge
Consultor, Executivo e Docente Universitário

Com o crescimento e penetração da tecnologia digital em todas as dimensões da sociedade, das organizações e da vida das pessoas, tornou-se relevante realçar essa presença da tecnologia. Mentalmente, e em boa parte na realidade, passaram como que a existir dois mundos, o anterior ao digital e o que já incorpora o digital. O sufixo “Tech” tem vindo a fazer essa distinção, designando esta nova realidade onde o digital tem grande peso na maior parte das interações tanto na esfera social como profissional.

Como exemplo apresenta-se o MarTech para designar o marketing suportado em tecnologias digitais, essencialmente software (veja o mapa no link) que abarca desde o research à analise de resultados, passando por todas as comunicações, ativações e relacionamentos digitais.

O GovTech é outro exemplo, que designa todo um conjunto de aplicações que visam melhorar a prestação de serviços públicos que vão da defesa e segurança á educação e saúde e tem iniciativas em muitos países, inclusive Portugal e terá a sua primeira grande conferência no próximo mês de novembro em Paris.

Este “Admirável Mundo Novo” aumenta de velocidade e complexidade a cada dia que passa. A quantidade de soluções disponíveis pelo mundo fora é perto de infinita e torna-se difícil para os utilizadores de realmente beneficiar do valor acrescentado de cada uma delas. Para tal, necessitaríamos de um BrainTech, ou seja, um cérebro também com a inclusão de tecnologia digital. Nada que não esteja já pensado nas tendências evolutivas e ficcionado em inúmeros filmes.

Esta necessidade e evolução levanta muitas interrogações e medos, desde logo da perca de domínio do homem sobre a máquina; e também do perigo de violação da privacidade de pensamentos. Já pensou se alguém puder aceder aos seus mais impulsivos ou secretos pensamentos?

A necessidade de segurança da informação intima e pessoal vai ser crucial para estes desenvolvimentos, pois está ligada à perceção de confiança necessária para a sua adoção. As empresas que trabalharem nesta área terão o desafio de efetivar essa segurança e de a comunicar com credibilidade.

Creio que este será um dos fatores, a par do valor acrescentado, que levará à consolidação do mercado de todas estas aplicações tecnológicas desenvolvidas para nos facilitar a vida, mas que hoje dada a complexidade do mapa de players nos dificulta a compreensão, utilização e operacionalização.

E como será efetuada essa consolidação? As grandes empresas do universo digital (FAMGA) tomarão nas suas mãos a consolidação do setor? Ou serão as grandes empresas do universo dos media? Ou surgirão novas grandes empresas? Provavelmente um mix de tudo isto.

Seguimos desfrutando e atuando nesta nova Era.

Artigos Relacionados

A opinião de Pedro Machado
16 de outubro de 2018
Opinião
Ação de angariação de fundos
16 de outubro de 2018
Pessoas & Lugares
Projeto #DreamBigPrincess
15 de outubro de 2018
Pessoas & Lugares

fechar

fechar

Subscreva a nossa newsletter e receba no seu e-mail as notícias mais quentes da área.

Imagens de Marca Newsletter

Obrigado, consulte o seu email.

Li e aceito a política de privacidade.

Cristina Amaro Newsletter

Obrigado, consulte o seu email.

Li e aceito a política de privacidade.