ghost image socials
image logo ebc
Número duplicou nos últimos 5 anos
Portugueses compram mais nas redes sociais
7 de novembro de 2019
Image
Image
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.
Portugueses compram mais nas redes sociais
Ana Gaboleiro
Coordenadora Editorial Digital

Licenciada em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social, inspiram-na a natureza e as atividades ao ar livre. Conhecer novas pessoas, visitar regiões e as suas tradições, e trazer na memória os sabores e cheiros que caracterizam o país é o que a move.

O número de portugueses com perfil em redes sociais que já fez compras através destas plataformas duplicou nos últimos cinco anos. De acordo com a edição de 2019 do estudo “Os Portugueses e as Redes Sociais”, desenvolvido pela Marktest, 29.8% dos utilizadores de redes sociais diz já ter feito compras diretamente numa rede social, quando em 2013 esse volume se ficava pelos 14.7%.

O Facebook parece ser o principal portal de compras em redes sociais (79,2%) e o grau de satisfação da experiência de compra nessas plataformas é em boa parte positivo (61,4%).

Apesar do crescimento de compradores e do grau de satisfação geral em relação às compras efetuadas em redes sociais, muitos consumidores afirmam ainda não terem feito por desconfiança.

Em relação aos produtos mais comprados em redes sociais encontram-se a roupa, o calçado, produtos de eletrónica, jogos e informática.

Outro dado importante deste estudo para as marcas é o facto de 69,3% dos utilizadores de redes sociais ter admitido recordar publicidade nas redes que utilizam. Mas isso não quer dizer que lhes agrade: numa escala de 1 (não gosto nada) a 10 (gosto muito), o valor médio não além de 4.6.

O Continente, a Adidas, a Worten, a McDonald´s e a Meo foram as marcas mais recordadas pelos inquiridos em anúncios nas redes sociais.

“Os Portugueses e as Redes Sociais” é um estudo realizado pela Marktest desde 2011, com o objetivo de conhecer índices de notoriedade, utilização, opinião e hábitos dos portugueses face às redes sociais.

A informação foi recolhida através de entrevistas online, realizadas entre os dias 10 e 29 de julho de 2019, tendo por base um questionário de autopreenchimento.

A amostra foi constituída por 809 entrevistas a indivíduos entre os 15 e os 64 anos, residentes em Portugal Continental e utilizadores de redes sociais.

Artigos Relacionados

Apresentados os jurados para a 7º edição
12 de novembro de 2019
Criatividade
Startup Rnters angariou 29 mil euros
12 de novembro de 2019
Tendências & Tecnologia

fechar

fechar

Subscreva a nossa newsletter e receba no seu e-mail as notícias mais quentes da área.

Imagens de Marca Newsletter

Obrigado, consulte o seu email.

Li e aceito a política de privacidade.

Cristina Amaro Newsletter

Obrigado, consulte o seu email.

Li e aceito a política de privacidade.