ghost image socials
image logo ebc
Segundo Grande Inquérito sobre Sustentabilidade em Portugal
Portugueses cada vez mais preocupados com a sustentabilidade
4 de setembro de 2019
Image
Image
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.
Portugueses cada vez mais preocupados com a sustentabilidade
Ema Gil Pires
Jornalista

Licenciada em Ciências da Comunicação pela Universidade Nova de Lisboa e com um enorme fascínio pelo mundo da música e do desporto. Descobrir novas histórias e temáticas inovadoras é algo que lhe desperta um grande interesse, tal como dar a conhecê-las àqueles que a rodeiam.

Durante a manhã desta quarta-feira, o auditório do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa deu palco à apresentação das conclusões do Segundo Grande Inquérito sobre Sustentabilidade em Portugal – estudo que, pela segunda vez, foi promovido pela Missão Continente e foi resultado da coordenação científica da já referida instituição académica.

Depois de, em 2016, a Missão Continente ter fomentado a realização da primeira edição deste estudo, que surgiu com o objetivo de identificar algumas tendências relativas à forma como os portugueses percecionam e se posicionam em relação à sustentabilidade, este Segundo Grande Inquérito sobre Sustentabilidade em Portugal voltou, novamente, a fazer isso mesmo.

Image


Entre as principais conclusões retiradas da investigação, destaca-se o facto de o conceito de sustentabilidade, na mente dos portugueses, adquirir essencialmente um significado de teor ambiental – embora, como nos mostra o estudo, esta poder ser também de natureza social, governamental e económica.

Isto verifica-se apesar desta própria sustentabilidade económica ter sido uma das principais causadoras de alterações nos hábitos de consumo dos portugueses, nomeadamente durante o período de crise que assolou o nosso país entre 2010 e 2014 – visto que 61% dos questionados dizem ter alterado significativamente os mesmos nesse período. Note-se ainda que essa crise económica, na perspetiva de 53,5% dos portugueses, pode ainda não ter chegado ao fim.

Ao nível da alimentação, esta nova edição do estudo relata a existência de uma lenta transformação ao nível dos hábitos alimentares da população – havendo, ainda assim, uma notável predisposição para uma redução do consumo de carne (essencialmente vermelha) e para uma cada vez maior aposta em refeições com base em vegetais. De facto, 49% dos questionados afirmam estarem dispostos a reduzir o consumo de carne, ao passo que 5% dos inquiridos (destacando-se aqui as mulheres e os mais idosos) revelam recorrer já a alimentação de base vegetal sete ou mais vezes por semana.

Por outro lado, 45% dos mesmos referem estar dispostos a pagarem mais por carne derivada de produção sustentável – o que vem também exemplificar que os portugueses estão cada vez mais preocupados com estas questões da sustentabilidade, estando também mais ecocêntricos e cada vez menos antropocêntricos, tendências essas identificadas no Segundo Grande Inquérito sobre Sustentabilidade em Portugal. Ainda assim, é o meio urbano o principal percursor desta mudança – estando o meio rural, regra geral, mais conectado com os seus antigos hábitos (destacando-se, neste ponto, os hábitos alimentares).

Já no que diz respeito à temática dos plásticos, os portugueses revelam uma recusa crescente relativamente a este material: 45,9% dos inquiridos revelam já vir de casa com os sacos ou embalagens necessários para guardar a fruta e legumes que desejam comprar, ao passo que um cada vez maior número de pessoas apresenta uma predisposição crescente para práticas mais sustentáveis, como é o caso da compra de produtos a granel.

A este propósito, Tiago Simões, diretor de Marketing da Sonae MC – organização da qual faz parte o Continente –, contou ao Imagens de Marca de que forma esta investigação pode trazer novas oportunidades para a empresa: “o objetivo é produzir conhecimento e discuti-lo nas várias vertentes da Missão Continente, que tem uma preocupação com a sustentabilidade e com o apoio à sociedade a esse nível. Mas também para o próprio Continente, enquanto marca, este estudo, pela sua profundidade e relevância, tem muita importância, porque nos vai permitir tirar muitas conclusões e pistas sobre aquilo que são as preferências e as preocupações dos nossos clientes”.

Ressalve-se ainda que este evento de apresentação de resultados contou com a intervenção de representantes do Governo Português, nomeadamente da Secretária de Estado da Saúde, Raquel Duarte, de João Torres, Secretário de Estado da Defesa do Consumidor, e do Secretário de Estado Adjunto e da Mobilidade, José Gomes Mendes.

Artigos Relacionados

Para Portugal Jewels
21 de novembro de 2019
Pessoas & Lugares
Em modelos icónicos
15 de novembro de 2019
Estilo de Vida & Bem-Estar
PETA faz parceria com NAE
15 de novembro de 2019
Estilo de Vida & Bem-Estar

fechar

fechar

Subscreva a nossa newsletter e receba no seu e-mail as notícias mais quentes da área.

Imagens de Marca Newsletter

Obrigado, consulte o seu email.

Li e aceito a política de privacidade.

Cristina Amaro Newsletter

Obrigado, consulte o seu email.

Li e aceito a política de privacidade.