ghost image socials
image logo ebc
Que os mais velhos não sabem usar
Os presentes tecnológicos
27 de dezembro de 2019
Image
Image
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.
Os presentes tecnológicos
Catarina Rato Lima
Jornalista

Estudou Jornalismo, depois Gestão de Marketing.
A sua primeira experiência na área foi na Benfica TV, onde entre informação viajava “Pelas Casas do Benfica”.
Numa altura em que a vida é demasiado curta para usar meias da mesma cor, os tempos livres ocupa-os com treino militar, língua gestual e viagens.
O que a move é a diversidade, novos desafios e leituras entusiastas desde que possa partilhá-las com o máximo de pessoas possível.

Quando não sabemos o que dar aos nossos pais, muitas vezes um gadget tecnológico é a opção ideal.


Ideal para quem dá… Ainda a gastar os últimos cartuxos do Natal, a Kaspersky desenvolveu um estudo “The Rise of Can You Just…” onde concluiu que o dinheiro investido pelos filhos em prendas tecnológicas é na maioria das vezes desperdiçado porque os pais não estão tecnicamente preparados para dar uso a estes presentes.

A empresa de ciber segurança quis ir mais a fundo nesta questão e descobriu também que esta é uma realidade que muitos se recusam a admitir até ao dia de Natal, o estudo mostra que, sem a ajuda de amigos ou familiares mais jovens, é muito complicado para as gerações mais velhas usufruírem sem dificuldades dos seus dispositivos e gadgets tecnológicos e em media só um mês depois de receberem é que 9% dos pais portugueses, conseguem começar a tirar proveito dessas prendas.

As conclusões são claras, 40% dos pais portugueses com filhos maiores de 16 anos classificam-se como inexperientes em novas tecnologias e 41% afirmam lutar diariamente contra os desafios tecnológicos sem o apoio dos seus filhos.

A tecnologia é cada vez mais fundamental nas nossas vidas e muitas vezes acaba até por ser motivo de “suborno” por parte de pais e avós, que segundo um estudo também da Kaspersky realizado no verão passado, o fenómeno FOMO - fear of missing out (ou o medo de perder ou de ficar de fora) que é muito comum entre esta geração e leva a que cerca de 25% dos avós a subornar os netos para receber apoio digital.



Artigos Relacionados

fechar

fechar

Subscreva a nossa newsletter e receba no seu e-mail as notícias mais quentes da área.

Imagens de Marca Newsletter

Obrigado, consulte o seu email.

Li e aceito a política de privacidade.

Cristina Amaro Newsletter

Obrigado, consulte o seu email.

Li e aceito a política de privacidade.