ghost image socials
Ranking Brand Finance
O impacto da pandemia nas marcas de luxo mais valiosas
15 de outubro de 2020
Image
Image
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.
O impacto da pandemia nas marcas de luxo mais valiosas

Nota da direção editorial:

O jornalismo positivo nunca foi tão importante para a economia do país. Apoie a produção dos nossos conteúdos tornando-se membro ou subscritor da nossa comunidade.

Faça parte de uma causa de empoderamento das marcas, das empresas e das pessoas que nelas trabalham.


As 50 marcas de luxo e premium mais valiosas do mundo podem perder até 30 mil milhões de euros no valor da sua marca por causa da pandemia, segundo um novo ranking da Brand Finance.


Neste aspeto, o ranking da consultora inclui setores como o têxtil, o automóvel  e o da cosmética e cuidados pessoais. As marcas que pertencem ao setor têxtil são aqueles que se veem mais afetadas pelo novo coronavírus, com perdas que rondarão os 20%.


A Porsche lidera o ranking há muito tempo e não será este ano que abandona o posto. Neste caso, a marca de automóveis alemã até aumentou o valor da sua marca, atingindo os 30,6 mil milhões de euros. Um dado que representa uma margem considerável para a segunda posição do ranking, a Gucci, que tem um valor de 17.6 mil milhões de euros. 


A Porsche conseguiu manter o seu reconhecimento enquanto marca de qualidade superior, graças também à resposta que tem dado ao desafio ambiental. A marca assumiu-se pioneira nas questões de sustentabilidade com a aposta no seu primeiro veículo elétrico, o Taycan. Um projeto que a posiciona como a primeira fabricante tradicional de carros de luxo a lançar um modelo totalmente elétrico.


Destaque para a subida Givenchy neste relatório. A marca foi aquela que mais conseguiu subir no ranking (74,2%), saltando 11 posições e alcançado o número 26 do ranking. A sua divisão de make up e perfumes contribuiu significavamente para o desempenho da sua detendora, a gigante LVMH, no ano passado. A empresa focou-se no desenvolvimento de uma plataforma de comércio eletrónico omnicanal e está a recolher os frutos desse investimento.


Por outro lado, a Ferrari continua a ser a marca premium e de luxo mais forte do mundo. A sua pontuação é de 94,1 em 100 no Índice de Força da Marca (BSI). O valor da marca cresceu e está avaliado em 9 mil milhões de euros. 


Números que se podem dever aos cinco novos modelos que a Ferrari anunciou em 2019, destinados a novos segmentos de mercado, bem como ao acordo com o Grupo Giorgio Armani, que tem como objetivo impulsionar as coleções da Ferrari num espaço mais premium. Ainda assim, as vendas da Ferrari registaram um decrésmo sigificativo durante a pandemia ao cairem cerca de metade em comparação com 2019.


Conheça, de seguida, o Top 10 do ranking elaborado pela Brand Finance:


Image

Artigos Relacionados

Entrevista a Bruno Oliveira
22 de outubro de 2020
Newsroom
Brand Voice
22 de outubro de 2020
Marcas & Empresas
Iniciativa "Digitaliza Já!" da Made of Lisboa
21 de outubro de 2020
Últimas

fechar

fechar

Subscreva a nossa newsletter e receba os temas e as notícias que são realmente importantes para si

Imagens de Marca Newsletter

Obrigado, consulte o seu email.

Li e aceito a política de privacidade.

Empower Brands Community Newsletter

Obrigado, consulte o seu email.

Li e aceito a política de privacidade.

fechar

X

Faça parte da nossa comunidade!

A comunicação positiva e o jornalismo inspirador nunca foram tão relevantes para a gestão da sua empresa. Apoie a produção dos nossos conteúdos e dos nossos projetos fazendo parte de uma comunidade que promove o conhecimento, o valor das marcas e a economia sustentável.


Saiba como se tornar membro ou subscritor. Seja bem-vindo à Empower Brands Community e ao Imagens de Marca.

SUBSCREVER

Obrigado, consulte o seu email.