ghost image socials
Encontros LAB
No Cabinet of Curiosities de Gracinha Viterbo
26 de abril de 2018
Image
Image
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.
No Cabinet of Curiosities de Gracinha Viterbo
Vanda Jorge
Diretora de Conteúdos Editoriais

Estudou Comunicação social no ISCSP. Vive da curiosidade. City & Trend Hunter.
Coleciona viagens, conversas, documentários, livros, revistas e experiências.

“When Philip Met Isabella" foi a exposição que contava o encontro e a obra que nasceu entre Philip Treacy e Isabella Blow. Apaixonei-me! Gosto de encontros. Numa era Phygital, este é um espaço de encontros. Diferentes. Com pessoas que gosto de ter pelo LAB.


Gracinha Viterbo

Image


É designer de interiores no Atelier Viterbo e diretora criativa do Cabinet of Curiosities. E foi precisamente no Cabinet que inaugurou no Estoril que marcámos o nosso encontro. Pergunto-lhe como hoje se define para além das linhas que posso ler no CV: "Acho que sou um bocadinho fora do radar. Não procuro ter as linhas de CV de um profissional de interior design, faço muito mais do que isso quando entro na vida de uma pessoa, gosto de a conhecer, de perceber se está num momento de mudança e gosto de ajudar com o que melhor sei fazer, que é mexer com o espaço e fazê-la ver que às vezes acha que é uma pessoa que não é. Quero dar imenso do que aprendi, do que sei e quero juntar um lado espiritual e psicológico ao lado técnico do meu trabalho, que continua a ser o meu core business que é fazer projetos."


Gracinha quer nos apresentar este Cabinet of Curiosities?

É um misto entre galeria, antiquário e uma loja de objetos diferentes. Que se descobre. As pessoas que entram aqui têm de ter coragem, não é muito usual em Portugal entrar-se por uma porta em que não se percebe se é uma loja ou não. Gosto que a pessoa sinta o desafio, de lhe dizer que há mais um andar e que se pode perder pelas salas. Cada sala é um tema, do Closet que tem, por exemplo, coisas que uso, peças que faço com tecidos vintage ou que têm uma história por exemplo como este que comprei numa viagem ao Camboja e que é feito à mão por artesãos. Tudo aqui é único, não há uma outra peça igual. Também trabalho com artesãos portugueses, desafio artistas novos, eu faço a curadoria com a arte deles. Temos uma florista que é uma wild flower shop, este Cabinet também é feito de encontros improváveis, há workshops, palestras, tertúlias, apresentação de artes, do valor do trabalho feito à mão, temas como a sustentabilidade, há aqui também um lado provocador de abanar as pessoas.

De alguma forma inspira-se nos gabinetes de curiosidades antigos, onde se admiravam objetos raros e exóticos trazidos de viagens que, nessa altura, poucos tinham acesso?

Sim, ali eram excêntricos e queriam se mostrar, mostrar um status que se tinha viajado, que tinha poder para viajar, era esse o propósito de ter um Cabinet em casa no século XVIII. E pegando no lado excêntrico ou nómada que eu também sou, viajo pelo mundo inteiro, adoro viajar e quero levar os meus filhos a ver e a respeitar outras tradições e culturas. Além disso, só cheguei há ano e meio de um momento muito intenso de viagem em trabalho e família ao ter vivido na Ásia, no regresso fez sentido abrir as portas do escritório, esta casa tradicional com tantas salas propícias e criar um Cabinet. Mas a ideia é essa um cabinet com aqueles compartimentos todos, por isso separei por temas este quarto aqui é o da iluminação em que escrevi no chão “if you cannot see the light, be the light” mais uma vez ligando à parte de inspiração e motivação que acho que tenho e de ajudar as pessoas a descobrirem-se, ligarem-se a elas próprias. Faço Ioga, meditação, por isso isto tudo está interligado, é uma outra fase da minha vida.

E este Cabinet tem época?

Eu acho que é como os meus projetos é intemporal e também como os meus projetos tem coisas únicas porque acho e o que vejo e até da minha experiência de 20 anos quase de carreira, é que realmente lidei com muitas vidas e muitas histórias e sou muito ligada a isso, muitas maneiras, vícios e manias e aprendi muito com os meus clientes e também dei muito e não quero prender uma pessoa por um projeto e acho que aqui consegue-se encontrar sempre um objeto. Por isso as janelas lá fora dizem “from objects to projects”.

“As peças que entram aqui estão à procura de uma alma gémea”


Esta é uma casa da curiosidade. Que valor lhe dá, à curiosidade?

Acho que a curiosidade é mais importante que a matemática, é uma linguagem que deveria ser ensinada na escola, são matérias tão importantes como a história, o português, a geografia ou a matemática. E nós temos de começar a pôr isso no spotlight de formas muito concretas e reais. As pessoas começarem a perceber, empurrar as pessoas a descobrir e até descobrirem-se a si próprias com essa curiosidade.

Image


Recentemente o Le Monde publicou um artigo que falava no regresso destes “quartos das maravilhas”, como uma tendência, pelo alto potencial decorativo…

Eu espero ter estado na frente dessa trend assim como nos turbantes, quando eu usava ninguém usava. Acho muito bom porque é uma tendência que vem com uma vontade enorme de comunidade, de voltar a darmos importância às economias pequenas e aos negócios locais e nisso as pessoas cada vez estão mais interessadas. Quem entra aqui, por exemplo franceses ou brasileiros, querem saber o que é feito em Portugal e, cada vez mais, o mundo está virado para isso, queremos encontrar estes cabinet para nos ligarmos ao lugar onde estamos naquele momento. É um bocadinho o mindfulness. São objetos que levam as pessoas a viajar sem viajar e, ao mesmo tempo, encontram coisas com uma história que lhes explicamos, e quando se interessam pelo objeto as pessoas começam a voltar a dar Importância ao objeto enquanto objeto com história. Aqui tudo tem uma história, um propósito.



Artigos Relacionados

E remodelou a loja do Colombo
13 de dezembro de 2018
Tech
Campanha “Respect The Ride”
11 de dezembro de 2018
Tendências & Tecnologia
Tais como Neymar e Lionel Messi
10 de dezembro de 2018
Tech

fechar

fechar

Subscreva a nossa newsletter e receba no seu e-mail as notícias mais quentes da área.

Imagens de Marca Newsletter

Obrigado, consulte o seu email.

Li e aceito a política de privacidade.

Cristina Amaro Newsletter

Obrigado, consulte o seu email.

Li e aceito a política de privacidade.