ghost image socials
Graças a empresário irlandês
McDonald’s "perde" Big Mac
16 de janeiro de 2019
Image
Image
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.
McDonald’s "perde" Big Mac
Ema Gil Pires
Jornalista

Licenciada em Ciências da Comunicação pela Universidade Nova de Lisboa e com um enorme fascínio pelo mundo da música e do desporto. Descobrir novas histórias e temáticas inovadoras é algo que lhe desperta um grande interesse, tal como dar a conhecê-las àqueles que a rodeiam.

A McDonald’s viu, esta terça-feira, a utilização da sua marca registada “Big Mac” ser cancelada, em território europeu, pelos organismos da União Europeia (UE), após um empresário irlandês, até agora desconhecido, ter ganho uma batalha judicial contra a multinacional norte-americana de forma a poder utilizar a referida marca.

Tudo aconteceu devido ao facto de a McDonald’s ter tentado impedir a cadeia de fast food Supermac’s, detida pelo irlandês Pat McDonagh, de utilizar a sua marca própria Supermac, devido às semelhanças que esta detém com a marca Big Mac.

Tal levou a uma batalha legal que durou mais de quatro anos e que fez com que o Instituto da Propriedade Intelectual da União Europeia (EUIPO) cancelasse a utilização exclusiva, por parte da cadeia norte-americana, da sua marca registada, avança o The Guardian. Esta mesma decisão deveu-se ao facto de o referido organismo da União Europeia ter considerado que a McDonald’s não conseguiu provar o uso genuíno do Big Mac como nome de restaurante ou de um hambúrguer.

Graças a esta medida, a Supermac’s, que conta atualmente com 106 restaurantes na Irlanda e na Irlanda do Norte, passará a ter a oportunidade de expandir a sua marca por território internacional. Em comunicado, a Supermac’s refere ter consigo vencer "uma batalha entre David e Golias contra ‘bullying’ de marcas por uma multinacional poderosa".

"Eles registaram a marca SnackBox, que é um dos produtos mais populares da Supermac’s, apesar de não disponibilizarem o produto. A UE basicamente afirma que ou usam a marca ou perdem-na", referiu Pat McDonaugh, citado pelo The Guardian. E, apesar de ainda ter a possibilidade de recorrer desta decisão, a McDonald’s ainda não teceu quaisquer comentários relativamente a esta questão.

Artigos Relacionados

Campanha desenvolvida pela agência Havas WW
26 de junho de 2019
Criatividade

fechar

fechar

Subscreva a nossa newsletter e receba no seu e-mail as notícias mais quentes da área.

Imagens de Marca Newsletter

Obrigado, consulte o seu email.

Li e aceito a política de privacidade.

Cristina Amaro Newsletter

Obrigado, consulte o seu email.

Li e aceito a política de privacidade.