ghost image socials
A opinião de Alberto Rui Pereira
Mad man ou math man? Eficácia de mãos dadas com o conteúdo
6 de agosto de 2018
Image
Image
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.
Mad man ou math man? Eficácia de mãos dadas com o conteúdo
Alberto Rui Pereira
CEO / IPG Mediabrands Portugl

O calor chegou e, para muitos, é altura de férias. Mas antes do merecido descanso, vale a pena refletir sobre a relevância e o contributo das ideias e da criatividade para a comunicação das marcas.

Mesmo com o fim de mais um Festival de Cannes, que há muitos anos se estabeleceu como o festival da criatividade e das ideias, apesar de muito invadido pelas grandes companhias tecnológicas e consultoras, devemos ter em mente estas questões.

Numa era em que toda a atenção parece estar orientada para a conversão, para a eficiência e para a otimização dos processos de comunicação assentes, fundamentalmente, nos resultados de curto prazo, é crucial não esquecer que o cerne da comunicação assenta - e continuará a assentar - na força das ideias, na sua relevância e diferenciação, no poder da mensagem, em resumo, no conteúdo.

A tecnologia, a exploração e utilização da DATA, os algoritmos e automação, a maior e melhor exploração e utilização das audiências, são fatores críticos da nossa indústria mas, sobretudo, a eficiência. A relevância está na oferta e no conteúdo, verdadeiros motores para uma comunicação mais eficaz e com maior impacto.

Por isso, investir na qualidade das ideias e dos conteúdos, tendo sempre presente a perspetiva de médio e longo prazo na construção e valorização das marcas é hoje, mais do que nunca, essencial para o sucesso e para o retorno de investimento, seja numa vertente mais imediata ou de prazo. Investir no conteúdo significa trabalhar bons briefings e insights, dedicar tempo, atenção e recursos, arriscar e ser disruptivo nas ideias e na sua materialização, ser consistente mas irreverente, ser relevante para o target, inovar e ser inteligente na forma e, ainda, investir em produção de qualidade que potencie e destaque a boa ideia e as boas histórias.

Descurar ou subvalorizar esta componente significa hipotecar os resultados, comprometer a eficácia e a diferenciação e, no limite, enfraquecer o futuro.

A chave do sucesso está na combinação e no efeito multiplicador das vertentes: conteúdos/ ideia e otimização/ medição/ eficiência/ tecnologia/ automação. O conteúdo é determinante para os resultados, podendo e devendo retirar insights através da exploração da DATA. Hoje mais do que nunca o Mad Man tem de trabalhar em conjunto com o Math Man.



Artigos Relacionados

Por Uriel Oliveira
20 de agosto de 2018
Opinião
A opinião de Carolina Afonso
17 de agosto de 2018
Opinião
Ícone da pop celebrou o seu 60.º aniversário
17 de agosto de 2018
Pessoas & Lugares

fechar

fechar

Subscreva a nossa newsletter e receba no seu e-mail as notícias mais quentes da área.

Imagens de Marca Newsletter

Obrigado, consulte o seu email.

Li e aceito a política de privacidade.

Cristina Amaro Newsletter

Obrigado, consulte o seu email.

Li e aceito a política de privacidade.