ghost image socials
Mobility Index da Deloitte
Lisboa entre as cidades com melhor visão na área da mobilidade
5 de março de 2018
Image
Image

De acordo com o City Mobility Index da Deloitte, que avalia os principais indicadores da mobilidade e a forma como as cidades utilizam a tecnologia para disponibilizar soluções inovadoras e disruptivas nesta área, Lisboa destaca-se entre as demais em áreas como visão e estratégia, acessibilidade, inovação, investimento e qualidade do ar. A capital nacional compara com outras 17 cidades mundiais, incluindo Singapura, Nova Iorque e Paris.

A cidade de Lisboa surge bem classificada na categoria “acessibilidade/ custo”, ocupando o 2º lugar da lista, logo a seguir a Singapura, assim como na categoria “facilidade de utilização”. Atualmente, 36 das suas 56 estações de metro são totalmente acessíveis e espera-se que em breve todas passem a ser, uma mudança que poderá ter um impacto positivo na avaliação da cidade em futuras edições.

Nas categorias “investimento” e “inovação”, Lisboa surge à frente de cidades como Nova Iorque ou Paris. Entre 2020 e 2050, prevê-se a implementação de diversos programas na capital que visam melhorar e modernizar a rede de transportes públicos, como o desenvolvimento de mais zonas pedestres e ciclovias, a instalação de mais postos de carregamento elétrico, a instalação de wi-fi gratuito em toda a rede e a construção de parques de estacionamento junto a estações, com tarifas integradas com os transportes públicos.

A capital distingue-se ainda pela elevada qualidade do ar e pelo grau de integração da sua rede de transportes públicos, que inclui comboios, autocarros, metro, ascensores e barcos.

Veja aqui o estudo completo.

Lisboa entre as cidades com melhor visão na área da mobilidade
Marco Silva
Jornalista

Licenciado em comunicação, apaixonado por música e pelas coisas boas da vida. Uma boa história, uma boa conversa são coisas que não têm valor mensurável e é isso que tento trazer para o trabalho que faço.

De acordo com o City Mobility Index da Deloitte, que avalia os principais indicadores da mobilidade e a forma como as cidades utilizam a tecnologia para disponibilizar soluções inovadoras e disruptivas nesta área, Lisboa destaca-se entre as demais em áreas como visão e estratégia, acessibilidade, inovação, investimento e qualidade do ar. A capital nacional compara com outras 17 cidades mundiais, incluindo Singapura, Nova Iorque e Paris.

A cidade de Lisboa surge bem classificada na categoria “acessibilidade/ custo”, ocupando o 2º lugar da lista, logo a seguir a Singapura, assim como na categoria “facilidade de utilização”. Atualmente, 36 das suas 56 estações de metro são totalmente acessíveis e espera-se que em breve todas passem a ser, uma mudança que poderá ter um impacto positivo na avaliação da cidade em futuras edições.

Nas categorias “investimento” e “inovação”, Lisboa surge à frente de cidades como Nova Iorque ou Paris. Entre 2020 e 2050, prevê-se a implementação de diversos programas na capital que visam melhorar e modernizar a rede de transportes públicos, como o desenvolvimento de mais zonas pedestres e ciclovias, a instalação de mais postos de carregamento elétrico, a instalação de wi-fi gratuito em toda a rede e a construção de parques de estacionamento junto a estações, com tarifas integradas com os transportes públicos.

A capital distingue-se ainda pela elevada qualidade do ar e pelo grau de integração da sua rede de transportes públicos, que inclui comboios, autocarros, metro, ascensores e barcos.

Veja aqui o estudo completo.

Artigos Relacionados

Movimento body positive
14 de agosto de 2019
Pessoas & Lugares
Beber, correr, levantar…
14 de agosto de 2019
Pessoas & Lugares

fechar

fechar

Subscreva a nossa newsletter e receba no seu e-mail as notícias mais quentes da área.

Imagens de Marca Newsletter

Obrigado, consulte o seu email.

Li e aceito a política de privacidade.

Cristina Amaro Newsletter

Obrigado, consulte o seu email.

Li e aceito a política de privacidade.