ghost image socials

Pesquisa

Estudo Happiness Works
Estas são as empresas mais felizes de Portugal
15 de Junho de 2020
Image
Image
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.
Estas são as empresas mais felizes de Portugal

Nota da direção editorial: Nos últimos 3 meses reinventámos o nosso trabalho a partir de casa e conseguimos nunca parar a produção de informação. Criámos mais e novas formas de a fazer chegar até si, apostámos em conferências na web com momentos de reflexão e partilha de conhecimento com profissionais altamente reputados dentro e fora de Portugal, sempre gratuitamente. Produzimos papers de elevado interesse para decisores de empresas com as ideias mais importantes de cada conferência/debate e preparamo-nos agora para iniciar as atividades da nossa Empower Brands Community, na área da academia, para que o conhecimento possa chegar cada vez mais longe e a mais pessoas enriquecendo também o mercado. Estamos a cumprir o nosso propósito.


O momento é desafiante para as organizações que têm de se ajustar a uma nova forma de trabalhar, a um mundo em mudança e uma crise económica derivada da pandemia. Ainda assim, há empresas felizes em Portugal, segundo o estudo "Happiness Works". A ideia é avaliar a evolução da felicidade dos profissionais por setor e os resultados de 2020 demonstram que as 15 empresas mais felizes no nosso país são: Altronix, AMT Consulting, Cobelba, Ecoinside, Hilti Portugal, PHC Software, Portocargo, Prime IT, Quilaban, Samsys, Smart Consulting, Solfut, LDA, I Have The Power, YKK Portugal, Grupo Your, GSTEP, Exago, Htecnic e Lopes Barata.

 

Realizado desde 2012, o estudo, que conta com a participação de 5 mil profissionais e 200 empresas, avalia o nível de felicidade das organizações em Portugal onde são calculados o índice total da felicidade organizacional, índice de felicidade dos colaboradores com a organização e índice de felicidade dos colaboradores com a função que desempenham. 


O estudo "Happiness Works", fundado por Georg Dutschke e Guilhermina Vaz Monteiro, tem como parceiros a Lukkap Portugal, Universidade Atlântica, Revista Exame, ACEGE - Associação Cristã de Empresários e Gestores, APG - Associação Portuguesa de Gestão das Pessoas, Happy Brands e Sociedade Rebelo de Sousa Advogados.


Segundo o estudo, houve um ligeiro aumento do nível de felicidade organizacional em todos os setores de atividade em 2020, exceto das indústrias criativas, turismo, restauração e lazer. 

 

Um indicador que "reflete o bom ambiente económico que se vivia até ao início da pandemia e maior cuidado das organizações em proporcionar bem-estar aos seus colaboradores". No entanto, apesar do problema da Covid-19 ter afetado muitos setores de atividade, "o nível de felicidade organizacional não decresceu com o início das medidas de restrição e proibição do trabalho presencial" muito devido "à forma como as empresas abordaram este problema e garantiram, no possível, o bem-estar e sustentabilidade dos colaboradores". 

 

Na verdade, uma das conclusões mais importantes deste estudo é a "relação entre felicidade organizacional e rentabilidade". Tal como nos anos anteriores, quem é mais feliz tem um maior contributo para a rentabilidade. 

 

Em Portugal, embora se assista a um crescimento da preocupação em ter colaboradores felizes, uma grande parte das organizações ainda tem uma "visão muito tática", ou seja, tem o cuidado de proporcionar momentos e ações de bem-estar, como por exemplo disponibilizar fruta, ginásio, promover eventos de equipa, etc. Apesar de positiva, esta postura não permite criar uma cultura de felicidade organizacional já que pode não corresponder às reais necessidades dos colaboradores para que se sintam felizes na organização. 


De destacar a Altronix, empresa especialista em soluções profissionais para identificação automática e captura de dados, codificação de produtos e mobilidade empresarial, e membro da Empower Brands Community, volta a estar no ranking pelo quinto ano consecutivo. 


Sandra Rente, diretora de recursos humanos na Altronix, refere que "os colaboradores são vistos como parte fundamental do sucesso" e por isso é "essencial que cada colaborador se sinta pertencente à empresa, só assim conseguiremos ter uma equipa motivada e com um elevado grau de envolvimento e de respeito mútuo, onde cada um sabe qual o seu papel e se sente respeitado por isso. Somos capazes de reconhecer que as diferenças são uma mais-valia e que devidamente trabalhadas nos permitem chegar mais longe".

Artigos Relacionados

A carregar...

fechar

Image

O melhor do jornalismo especializado levado até si. Acompanhe as notícias do mundo das marcas que ditam as tendências do dia-a-dia.

A enviar...

Consulte o seu email para confirmar a subscrição.

Li e aceito a política de privacidade.

Image

Fique a par das iniciativas da nossa comunidade: eventos, formações e as séries do nosso canal oficial, o Empower Brands Channel.

A enviar...

Consulte o seu email para confirmar a subscrição.

Li e aceito a política de privacidade.