“Crise financeira está a asfixiar classe média”

Pesquisa

Estudo
“Crise financeira está a asfixiar classe média”
16 de Março de 2023
“Crise financeira está a asfixiar classe média”
“Crise financeira está a asfixiar classe média”
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.
“Crise financeira está a asfixiar classe média”

Quase metade dos portugueses tem dificuldade em pagar casa e alimentação e três quartos das famílias enfrentam mensalmente dificuldades financeiras, segundo o barómetro anual realizado pela DECO Proteste.


Os resultados de 2022 não são animadores. Cerca de metade das famílias (44%) assumem já ter dificuldade em pôr comida na mesa e em pagar a renda ou a prestação da casa.


De acordo com o inquérito dedicado à capacidade financeira das famílias portuguesas, foi nos custos com a alimentação e com a habitação que mais se agravaram as dificuldades económicas dos agregados familiares no último ano.


No que diz respeito à alimentação, mercearias, peixe, carne, vegetais e frutas são os produtos que os consumidores têm mais dificuldade em pôr na mesa, com mais de metade das famílias a admitir que a subida do preço constitui um entrave à sua compra regular.


Além da alimentação e da habitação, as principais parcelas que os consumidores dizem ter gerado mais constrangimentos na sua gestão orçamental são as despesas com o carro, como combustível, manutenção e seguros (67%), as férias grandes (57%), cuidados dentários (55%) e custos de manutenção da casa, como obras ou remodelações (54%).


No geral, cerca de três quartos das famílias (74%) enfrentam mensalmente dificuldades financeiras e 8% encontra-se mesmo em situação crítica, estando em risco de já não conseguir assegurar todas as despesas essenciais.


Em termos geográficos, as famílias dos Açores são as que têm menor capacidade financeira. Numa escala de 0 a 100 pontos, o arquipélago consegue apenas 37,2 pontos, seguindo-se os distritos de Vila Real (38) e Aveiro (39,4). Já o distrito de Coimbra (47,1) e a Região Autónoma da Madeira (45,1) são as regiões que apresentam melhores resultados.


“Estamos perante um cenário pouco animador para as famílias portuguesas. A incerteza da duração da guerra e os seus efeitos, a ausência de medidas que projetam os consumidores e a crise financeira que vem asfixiando a classe média na última década fazem antever uma evolução pouco auspiciosa da qualidade de vida em Portugal”, refere, em comunicado, a diretora de Comunicação e Relações Institucionais da DECO Proteste, Rita Rodrigues.

Artigos Relacionados

A carregar...

fechar

“Crise financeira está a asfixiar classe média”

O melhor do jornalismo especializado levado até si. Acompanhe as notícias do mundo das marcas que ditam as tendências do dia-a-dia.

A enviar...

Consulte o seu email para confirmar a subscrição.

Li e aceito a política de privacidade.

“Crise financeira está a asfixiar classe média”

Fique a par das iniciativas da nossa comunidade: eventos, formações e as séries do nosso canal oficial, o Brands Channel.

A enviar...

Consulte o seu email para confirmar a subscrição.

Li e aceito a política de privacidade.

imagensdemarca.pt desenvolvido por Bondhabits. Agência de marketing digital e desenvolvimento de websites e desenvolvimento de apps mobile