ghost image socials
A opinião de Hugo Oliveira
Como o Vídeo está a revolucionar o Marketing Digital!
13 de setembro de 2018
Image
Image
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.
Como o Vídeo está a revolucionar o Marketing Digital!
Hugo Oliveira
Dir. Marketing Digital WeDo Technologies

O marketing de vídeo existe há muito tempo, mas tem crescido bastante nos últimos dois anos. Esta mudança é um reflexo da melhoria tecnológica aliada à forma como o público passa o seu tempo on-line, estimulando assim todas as empresas que dependem de plataformas digitais a intensificar o seu investimento de marketing na produção e promoção de vídeos.

Basta reparar no nosso comportamento para entender este crescimento, sendo o vídeo um meio de fácil consumo e bastante mais rápido para passar uma mensagem, do que qualquer artigo de 500 palavras (tipo este).

Considerando que o marketing depende de uma articulação de procedimentos, ferramentas e métricas para cumprir a sua missão, não vale a pena investir na produção de conteúdo vídeo só porque sim. Há que estudar bem a lição, conceber uma estratégia de comunicação onde o vídeo faça sentido e alavanque resultados.

Variados estudos dizem-nos que as pessoas retêm 65% das informações durante três dias quando acompanhadas de ajuda visual relevante, e que 4 em 5 dos utilizadores preferem assistir a um vídeo sobre um produto do que ler sobre ele. Assim sendo, é normal que os vídeos utilizados no marketing ajudem no crescimento de 82% de todo o tráfego da Internet previsto pela Cisco para 2021. VER ESTUDO

Acredito que além da actual tendência dos LIVE vídeos, o grande factor diferenciador na criação de conteúdos vão ser os vídeos personalizados. Se quiser ver um bom exemplo de um vídeo personalizado, basta aceder à VIDYARD e fazer o teste.

Mas atenção! Esta brincadeira pode sair cara. Além da produção do vídeo em si, o custo dos anúncios digitais, em geral, aumentou 12% de 2016 para 2017. O CPM (“Cost per Mille”: custo por um milhar de visualizações/impressões) médio no Facebook aumentou mais de 17 vezes, e o CPC (“Cost Per Click”, custo por click) médio aumentou 13 vezes.

O poder da palavra escrita não vai desaparecer, mas o vídeo vai ajudar muito a comunicar num mundo com “tempo de antena” efémero.

Artigos Relacionados

A opinião de Joana Carravilla
21 de setembro de 2018
Opinião
Marca tem uma nova ativação
20 de setembro de 2018
Pessoas & Lugares
Mensagem da Fundação Bill e Melinda Gates
20 de setembro de 2018
Pessoas & Lugares

fechar

fechar

Subscreva a nossa newsletter e receba no seu e-mail as notícias mais quentes da área.

Imagens de Marca Newsletter

Obrigado, consulte o seu email.

Li e aceito a política de privacidade.

Cristina Amaro Newsletter

Obrigado, consulte o seu email.

Li e aceito a política de privacidade.