ghost image socials
Vodafone: Saúde Agora
Casas inteligentes poderão ser resposta para envelhecimento autónomo
6 de julho de 2018
Image
Image
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.
Casas inteligentes poderão ser resposta para envelhecimento autónomo
Marco Silva
Jornalista

Licenciado em comunicação, apaixonado por música e pelas coisas boas da vida. Uma boa história, uma boa conversa são coisas que não têm valor mensurável e é isso que tento trazer para o trabalho que faço.

A Santa Casa da Misericórdia do Porto e a Fundação Vodafone apresentaram o “Saúde Agora”, um projeto que quer melhorar os serviços de apoio domiciliário recorrendo à tecnologia, potenciando um envelhecimento mais autónomo e seguro.

Através do desenvolvimento de uma plataforma de gestão de IoT (Internet of Things), as casas dos pacientes serão dotadas de inteligência com capacidade para recolher dados, interpretar padrões, alertar e comunicar. Desta forma, será possível promover o controlo de doenças crónicas, prevenir e monitorizar doenças, disponibilizar cuidados, apoio social, atividades de lazer e entretenimento, entre outros.

Para António Tavares, Provedor da Santa Casa da Misericórdia do Porto, citado em comunicado divulgado pela operadora de telecomunicações “o projeto “Saúde Agora” vai promover a transformação digital social. Trata-se de um produto de proximidade, desenhado para dar resposta às atuais necessidades das famílias. A Santa Casa da Misericórdia do Porto é, assim, a primeira instituição a promover cuidados de saúde, de forma integrada, ao domicílio. Através de uma plataforma inovadora, os seus utilizadores terão acesso a novas aplicações preparadas para responder aos reais problemas da comunidade na área da Saúde. Vivemos uma nova geração de serviços de apoio ao utente no âmbito do envelhecimento ativo. Este é um produto de futuro e a Santa Casa da Misericórdia do Porto já está no futuro.”

Este projeto irá permitir a monitorização remota das condições de saúde em tempo real, diminuir a distância entre a população idosa e as novas tecnologias, e ainda prevenir doenças e sua deteção precoce, através da identificação automática de disfunções e emissão de alertas.

Para Mário Vaz, Presidente da Fundação Vodafone Portugal, citado no mesmo documento, “as tecnologias da informação e comunicação (TIC) podem contribuir para nos ajudar na promoção de estilos de vida saudáveis ao longo de toda a vida, tornando designadamente os serviços de apoio ao envelhecimento ativo mais eficientes e eficazes. Permitem ainda que as Pessoas mais idosas possam viver de forma mais independente, durante mais anos, recorrendo com menor frequência aos estabelecimentos de Saúde. O Projeto Saúde Agora vem oferecer serviços que contribuem para o envelhecimento ativo, suportados pelos métodos de inteligência artificial mais avançados”.

Artigos Relacionados

E remodelou a loja do Colombo
13 de dezembro de 2018
Tech
Campanha “Respect The Ride”
11 de dezembro de 2018
Tendências & Tecnologia
Tais como Neymar e Lionel Messi
10 de dezembro de 2018
Tech

fechar

fechar

Subscreva a nossa newsletter e receba no seu e-mail as notícias mais quentes da área.

Imagens de Marca Newsletter

Obrigado, consulte o seu email.

Li e aceito a política de privacidade.

Cristina Amaro Newsletter

Obrigado, consulte o seu email.

Li e aceito a política de privacidade.