ghost image socials
A opinião de Nuno Pinto Magalhães
"Água | A nova Mega Bebida"
6 de julho de 2018
Image
Image
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.
"Água | A nova Mega Bebida"
Nuno Pinto Magalhães
Presidente da APIAM

Com postura de serviço público, a Associação Portuguesa dos Industriais de Águas Minerais Naturais e de Nascente (APIAM), subscreveu no passado dia 4 de Julho um protocolo de cooperação institucional com a Direção Geral de Saúde (DGS), que no contexto da alimentação saudável visa promover o consumo de água e que ficou assinalado com o lançamento da campanha “ÁGUA | A NOVA MEGA BEBIDA “ .



Não há quaisquer dúvidas sobre os benefícios da ingestão de água e da sua contribuição para a manutenção das aptidões físicas e cognitivas do ser humano, havendo a recomendação do consumo de pelo menos dois litros de água por dia.

Está enraizada na tradição portuguesa uma especial atenção à água, enquanto recurso natural. No nosso país, as águas minerais naturais e de nascente sempre despertaram enorme interesse pela sua excepcional qualidade e diversidade, estando posicionadas entre as mais cotadas e prestigiadas águas europeias.

Provenientes de aquíferos protegidos e localizados nas profundidades do subsolo, em sistemas não poluídos na origem, as águas minerais naturais e as águas de nascente são produtos genuínos que evidenciam pureza original e que chegam às populações tal como se encontram na natureza, costumamos dizer, que “engarrafamos água no seu estado puro”!

As águas minerais naturais são uma riqueza de todos nós, cidadãos portugueses, pois pertencem ao domínio público do Estado. São recursos naturais, geridos pelos respectivos concessionários, preservados e protegidos, de forma tecnicamente adequada e sustentável, e que acrescentam valor e emprego à economia nacional e às regiões do interior onde se localizam.

Para a APIAM, o protocolo assinado é uma oportunidade para recordar que precisamos de voltar a dar valor aos recursos naturais que a natureza nos dá. As águas minerais naturais e de nascente estão entre esses excecionais recursos naturais.

Image


É também, à semelhança do Acordo Circular que a APIAM assinou no passado dia 7 de junho, com o Ministério do Ambiente, uma forma do sector e da APIAM participarem no debate sobre as questões de sustentabilidade ambiental que estão em curso na sociedade e de assumir os seus compromissos e responsabilidades.

As águas naturais e de nascente engarrafadas, são muitas vezes apresentadas incorretamente pois, além de serem ignoradas razões de cultura e tradição, de conveniência, de emprego, de socorro em situações de catástrofe, entre outras, se esquece a mais valia que as águas minerais naturais e as águas de nascente portuguesas enquanto produto natural, podem representar para a saúde e para a alimentação saudável, opção que muitos portugueses têm sabido valorizar.

Artigos Relacionados

A opinião de Joana Carravilla
21 de setembro de 2018
Opinião
Marca tem uma nova ativação
20 de setembro de 2018
Pessoas & Lugares
Mensagem da Fundação Bill e Melinda Gates
20 de setembro de 2018
Pessoas & Lugares

fechar

fechar

Subscreva a nossa newsletter e receba no seu e-mail as notícias mais quentes da área.

Imagens de Marca Newsletter

Obrigado, consulte o seu email.

Li e aceito a política de privacidade.

Cristina Amaro Newsletter

Obrigado, consulte o seu email.

Li e aceito a política de privacidade.