ghost image socials
Evento começa já hoje
A presença da EDP no NOS Alive
11 de julho de 2019
Image
Image
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.
A presença da EDP no NOS Alive
Ema Gil Pires
Jornalista

Licenciada em Ciências da Comunicação pela Universidade Nova de Lisboa e com um enorme fascínio pelo mundo da música e do desporto. Descobrir novas histórias e temáticas inovadoras é algo que lhe desperta um grande interesse, tal como dar a conhecê-las àqueles que a rodeiam.

Pelo 10.º ano consecutivo, a EDP marca presença no NOS Alive e nesta edição vai fazê-lo através de um novo conceito. Partindo do posicionamento lançado pela marca para as áreas da música e do desporto, “Let’s Go”, a EDP apresentou hoje, no recinto do festival NOS Alive, a estrutura e a filosofia que vão acompanhar a marca em todos os eventos de música e de desporto que aí vêm.

Ao longo do NOS Alive, a presença da EDP será materializada através de três camiões que se acoplam entre si, criando um espaço onde decorrerão as diferentes ativações da marca. Este trata-se de um projeto-piloto – que procedeu à construção de três semirreboques que, juntos, criam uma estrutura que ocupa uma área útil de aproximadamente 700 metros quadrados – desenvolvido e construído em Portugal ao longo de um período de seis meses. Este ano, a EDP vai ter no seu espaço várias atividades, que incluem a personalização de capas de telemóveis, porta-chaves e sacos.

Para além do espaço EDP, outro local de destaque é a Rua EDP, uma zona renovada do recinto com cenografia tradicional portuguesa. A requalificação desta rua, inspirada na traça pombalina, volta a albergar vários elementos da cultura portuguesa, entre eles a recriação do Museu da Eletricidade e do edifício sede da EDP. Nesta zona vive o Palco EDP Fado Cafe, que este ano vai receber nomes como Fábia Rebordão, Tiago Nacarato, Variações, Cristina Branco e Francisco Salvação Barreto.

Além disso, a marca vai instalar, neste palco, um sistema que mede os decibéis dos aplausos dos festivaleiros durante os concertos. Estes decibéis serão convertidos em kW daquilo a que a EDP chama de “energia solidária”, que serão depois aplicados no desconto da fatura de eletricidade de uma instituição de solidariedade social. A este propósito, a Obra do Padre Gregório foi a IPSS escolhida – instituição que acolhe 18 raparigas entre os 10 e os 21 anos, com o objetivo de proporcionar a estas raparigas as condições necessárias para o seu desenvolvimento integral, com vista à promoção da sua autonomia e inclusão social.

Além disso, as bandas vencedoras das edições portuguesa, espanhola e brasileira do EDP Live Bands – nomeadamente, a Yazz x b-mywingz, a Beluga e a ETC – irão ter a oportunidade de, neste NOS Alive, atuar no palco Sagres, em cada um dos dias do festival.

Artigos Relacionados

Reportagem
22 de julho de 2019
Marcas & Empresas
Iniciativa da marca Labrador
22 de julho de 2019
Marcas & Empresas
Havaianas lança coleção do Rei Leão
22 de julho de 2019
Marcas & Empresas

fechar

fechar

Subscreva a nossa newsletter e receba no seu e-mail as notícias mais quentes da área.

Imagens de Marca Newsletter

Obrigado, consulte o seu email.

Li e aceito a política de privacidade.

Cristina Amaro Newsletter

Obrigado, consulte o seu email.

Li e aceito a política de privacidade.