ghost image socials
A visão da Volvo para 2020
A morte nas estradas vai ser uma coisa do passado
22 de março de 2019
Image
Image
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.
A morte nas estradas vai ser uma coisa do passado
Marco Silva
Jornalista

Licenciado em comunicação, apaixonado por música e pelas coisas boas da vida. Uma boa história, uma boa conversa são coisas que não têm valor mensurável e é isso que tento trazer para o trabalho que faço.

Há 60 anos foi apresentado à industria automóvel o cinto de segurança, a marca responsável por implementar, o que na altura, era um extra, foi a Volvo. Para que todos os fabricantes pudessem tornar os seus automóveis mais seguros, a marca sueca disponibilizou a patente aos concorrentes para que pudessem incluir este elemento de segurança nas viaturas. Desde que existe, a Volvo coloca a segurança no centro da sua identidade, e foi exatamente para nos apresentar a sua visão que voámos até à casa mãe da marca, em Gotemburgo, na Suécia.

A visão é ambiciosa para uma marca automóvel: a marca pretende que a partir de 2020 ninguém fique gravemente ferido ou perca a vida dentro dos novos Volvo. A marca afirma ter números que lhe fazem acreditar que isto é possível, e para nos convencer de que realmente é, mostrou-nos toda a tecnologia que está a pensar implementar nos seus veículos.

A conferência de imprensa aconteceu nuns estúdios de cinema de Gotemburgo, e os jornalistas de todo o mundo foram recebidos com o testemunho de Anna e Martin, um casal sueco, com filhos, que fazia uma viagem de automóvel na véspera de Natal e se viu envolvido num acidente grave de viação. “Quando os bombeiros chegaram e viram o automóvel naquele estado acreditavam que ninguém teria sobrevivido” - desabafaram à sala cheia de jornalistas de todo o mundo.


Image


Felizmente, sobreviveram todos, e durante o testemunho deram a entender que foi também graças à segurança do carro Volvo em que seguiam que conseguiram sair do acidente com vida. Neste caso em concreto, foram abalroados por um carro que seguia em contra mão. A Volvo identificou os 3 principais fatores que contribuem para os sinistros rodoviários e pretende combatê-los através da tecnologia. Distração; Intoxicação (Álcool, Drogas); e a Velocidade.

Muito em breve os automóveis da marca sueca vão todos ter um limitador de velocidade nos 180km/h, a marca acredita que um carro não deve ser conduzido a uma velocidade superior a esta. Os automóveis vão também ter integrado um sistema que intervêm se o condutor estiver a ter comportamentos erróneos na estrada, seja de excesso de velocidade, ou distração.

Um conjunto de câmaras no habitáculo das viaturas vão monitorizar os olhos do condutor para perceber se este está a prestar atenção à estrada, se está distraído ou até mesmo sobre a influência de estupefacientes. A posição na faixa de rodagem também vai ser algo a ter em consideração. Quando o carro dá sinais de que o condutor não está em condições de estar ao volante é imediatamente feito o contacto com o Volvo On Call, o centro de assistência da marca. Em casos mais extremos, o veículo reduz a velocidade e estaciona em segurança na berma da estrada com as luzes de perigo ligadas.

Outra das funcionalidades que a marca vai disponibilizar é a Care Key, uma funcionalidade que permite limitar a velocidade do carro quando, por exemplo, o empresta a alguém. Este controle pode ser feito no smartphone através de uma interface que a marca descreve como simples e intuitiva.

Malin Ekholm, diretora do Volvo Car Safety Centre, explicou ao Imagens de Marca que esta apresentação também serve para abrir a discussão a toda a industria automóvel e que não é apenas um discurso unilateral. Face a estes novos anúncios já houve condutores que não olharam com bons olhos para estas medidas de segurança da marca. Malin faz o paralelismo de há 60 anos atrás, quando o cinto de segurança foi apresentado. “Havia condutores que acreditavam que tinham mais oportunidade de sobreviver a um acidente rodoviário se fossem cuspidos da viatura” - explicou-nos.


O mote da empresa “Equal Vehicles For All” deu origem ao Projeto E.V.A., um projeto que vai partilhar com todas as outras marcas automóveis as descobertas que a Volvo tem feito no ramo da segurança, desde relatórios de acidentes até testes feitos em laboratório com vários tipos de dummies que representam os vários corpos dos condutores.


A Volvo afirma que as mulheres sofrem as lesões de uma forma mais agressiva porque os testes que a maioria das marcas faz envolvem um tipo de boneco de testes que não é representativo das mulheres, a diversidade de dummies que a Volvo usa nos seus testes também contribui para a segurança das suas viaturas. Anos de pesquisa que agora estão disponíveis para consulta por qualquer marca automóvel.


Artigos Relacionados

Este fim de semana, na SIC Notícias
26 de junho de 2019
Tendências & Tecnologia
Em Portugal
26 de junho de 2019
Tech
Campanha de sensibilização
26 de junho de 2019
Criatividade

fechar

fechar

Subscreva a nossa newsletter e receba no seu e-mail as notícias mais quentes da área.

Imagens de Marca Newsletter

Obrigado, consulte o seu email.

Li e aceito a política de privacidade.

Cristina Amaro Newsletter

Obrigado, consulte o seu email.

Li e aceito a política de privacidade.