ghost image socials

Pesquisa

Estudo
55% das novas lojas de luxo de 2021 abriram na China
26 de Abril de 2022
Image
Image
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.
55% das novas lojas de luxo de 2021 abriram na China

Faça parte do futuro do Imagens de Marca

O rigor, a relevância e a criatividade estão presentes nos conteúdos que disponibilizamos sem restrições, porque o jornalismo é um veículo fundamental para a economia do país.

Apoie a missão de empoderamento das marcas, das empresas e das pessoas: faça parte da nossa comunidade.

As conclusões são da 4ª edição da Savills Global Luxury Retail 2022 Outlook, um estudo que analisa o mercado global de retalho de luxo após os impactos da pandemia e refere algumas tendências futuras que podem impactar o mercado de lojas físicas de produtos de luxo.

 

Os três maiores grupos de marcas de luxo – LVMH, Kering e Richemont – foram responsáveis por 41% do volume total de novas aberturas de lojas de luxo em 2021 a nível global mas ainda assim, 2021 registou uma quebra significativa na abertura de novas lojas (31%) quando comparado a 2019 (36%). Valores motivados pela pandemia e pelas restrições de voos que se refletiram na diminuição do número de turistas que viajaram para a Europa.

 

Foram registadas quebras na abertura de novas lojas de luxo não só na Europa mas também em algumas regiões da América do Norte e em todo o continente asiático, à exceção da China. O número de novas aberturas de lojas de luxo manteve-se estável no Médio Oriente e na América Latina, mas foi na China, Austrália e Nova Zelândia que o mercado de luxo mais singrou com subidas de 55% e 3%, respetivamente.

 

Nick Bradstreet, Responsável de Retalho na Ásia Pacífico da Savills, explica em comunicado que «fortes vendas domésticas na China, a par de oportunidades limitadas para viagens transfronteiriças e de uma rápida recuperação económica, impulsionaram o aumento do número de retalhistas de luxo nos últimos 12 meses”

 

Nick Bradstreet defende ainda que “esta reorientação nos gastos deverá persistir, sob a influência de um conjunto de medidas governamentais para revigorar o consumo interno, incluindo a expansão de operações duty free.».

 

Artigos Relacionados

A carregar...

fechar

Image

O melhor do jornalismo especializado levado até si. Acompanhe as notícias do mundo das marcas que ditam as tendências do dia-a-dia.

A enviar...

Consulte o seu email para confirmar a subscrição.

Li e aceito a política de privacidade.

Image

Fique a par das iniciativas da nossa comunidade: eventos, formações e as séries do nosso canal oficial, o Empower Brands Channel.

A enviar...

Consulte o seu email para confirmar a subscrição.

Li e aceito a política de privacidade.